Sais: Conceito, Propriedades, Fórmula Geral e Classificação


Os sais são compostos iônicos, obtidos por meio da reação entre um ácido e uma base. O cloreto de sódio, por exemplo, pode ser obtido pela reação entre o ácido clorídrico e o hidróxido de sódio.

Quando são dissolvidos em água, os sais se dissoci­am em íons capazes de conduzir a corrente elétrica, for­mando soluções eletrolíticas. A reação de formação de sais pode ser denominada de salificação ou de neutralização ácido-base. A reação de neutralização pode ser classifica­da em neutralização total e neutralização parcial.

Sais

• Neutralização total – ocorre quando o número de H+ do ácido e o número de OH~ da base são iguais. Exemplos:
Mg(OH)2 + 2HI -> Mgl.
H3P04
2H2O
3H20

De acordo com as equações apresentadas, verifica-se que os íons H+ e OH~ são convertidos em água, indi­cando que a neutralização foi completa.

• Neutralização parcial – ocorre quando o núme­ro de H+ do ácido e o número de OH~ da base são diferentes. Exemplos: • Ca(OH)2 H2SO4 NaOH -> NaHSO. Como consequência, os sais formados apresentam em sua molécula o grupo OH~ da base ou H+ do ácido, ca­racterizando que a neutralização não foi completa.

Atenção
Atenção às reações de neutralização com H3PO3 (diácido) e H3PO2 (monoácido).

Embora o sal apresente hidrogênio em sua fór­mula, ele é um sal neutro, porque o H3PO3 é um diácido no qual os 2 hidrogênios ionizáveis foram totalmente neutralizados pelas 2 hidroxilas da base.

Propriedades dos sais

Os sais apresentam algumas propriedades específicas:
• geralmente apresentam sabor salgado, embora alguns, como o Na2SO4, apresentem sabor amargo;
• as soluções aquosas dos sais conduzem eletricidade, pois apresentam íons livres.

Formulação geral dos sais

O sal é formado pelo cátion C+x e por um ânion A~y , no qual x é a carga do cátion e y é a carga do ânion. Para se obter a fórmula de um ânion, deve-se retirar o(s) hidrogênio(s) da fórmula do ácido. O número de hidrogêni­os que é retirado corresponde à carga do ânion (-y).

Nomenclatura

A nomenclatura dos sais é feita da seguinte maneira:
(—————- ) de (—————- )
nome do ânion nome do cátion

A nomenclatura do cátion tem sua origem na base. Exemplos:
• Na2S04 – sulfato de sódio
• CaCl2 – cloreto de cálcio
• Ba(NO2)2 – nitrito de bário
• NaC^O – hipoclorito de sódio

Considerações importantes

Quando o sal apresenta um cátion com NOX variá­vel, acrescenta-se ao nome do sal o valor do NOX do metal em algarismo romano. Também pode-se acrescen­tar o sufixo -iço ao nome do metal quando ele apresen­tar o maior valor de NOX, e -oso para o metal que esti­ver em seu menor valor de NOX. Exemplos:
• FeSO4 – sulfato de ferro II ou sulfato ferroso.
• Fe2(SO4)3 – sulfato de ferro III ou sulfato férrico.

Quando o sal apresenta hidrogênios ácidos, acres­centa-se a palavra ácido após o nome do ânion ou colo­ca-se a palavra hidrogeno antes do nome do ânion. Exemplo:
• NaHCO3 – carbonato ácido de sódio ou hidro­geno carbonato de sódio.

Quando o hidrógeno-sal for oriundo de um ácido com 2 hidrogênios ionizáveis (e somente neste caso), pode-se colocar o prefixo bi- antes do nome do ânion. Exemplos:
• NaHCO3 – bicarbonato de sódio
• NaHSO4 – bissulfato de sódio

Quando o sal apresenta hidroxilas em sua molé­cula, acrescenta-se a palavra básico depois do nome do ânion ou coloca-se a palavra hidróxi antes do nome do ânion. Exemplo:
• CaOHCÍ – cloreto básico de cálcio ou hidróxi cloreto de cálcio.

Classificação dos sais

Quanto ao número de elementos químicos, podem ser
• Binários – apresentam dois elementos em sua fórmula. Exemplos: NaC^, CaI2, PbC^4.
• Ternários – apresentam três elementos em sua fórmula. Exemplos: NaC^O3, CaCO3, A^2(SO4)3.
• Quaternários – apresentam quatro elementos em sua fórmula. Exemplos: KHSO4, CaOHC^, K4[Fe(CN)J.

Quanto à natureza de seus íons

São classificados em
• Sal normal ou sal neutro – é o sal formado na reação de neutralização total; sua molécula não apresenta íons H+(hidrogênio ionizável) ou OH~.
Exemplos: NaCí, BaSO4, CaCO3, NaH2PO2 (em­bora apresente 2 hidrogênios em sua estrutura, eles não são ionizáveis).
• Hidrogeno-sal ou sal ácido – sal formado na re­ação de neutralização parcial do ácido por uma base; sua molécula apresenta íons H+. Exemplos: NaHCO3, CaHPO4, NaHSO4.
• Hidróxi-sal ou sal básico – sal formado na rea­ção de neutralização parcial da base por um áci­do; sua molécula possui íons OH~(hidroxila). Exemplos: CaOHC^, A^OHSO4, PbOHNO3 etc.

Sais mistos

São sais que apresentam cátions ou ânions diferen­tes. A nomenclatura desses sais é feita de acordo com as regras a seguir.

Sal com dois cátions
Exemplos:
• NaKSO4 – sulfato de sódio e potássio
• CaNaPO4 – fosfato de cálcio e sódio

Sal com dois ânions
Exemplos:
• CaC£ NO3 – cloreto nitrato de cálcio
• A^SO4NO3 – sulfato nitrato de alumínio

Sais hidratados

São sais que apresentam uma certa quantidade defi­nida de água em seu retículo cristalino. A água combina­da dessa maneira com o sal é chamada água de cristali­zação. O número de moléculas de água de cristalização é indicado no nome do sal, por meio de prefixos. Exemplos:
• CuSO4 • 5H2O – sulfato de cobre II penta-hidratado CaCL 6H2O – cloreto de cálcio hexa-hidratado

Alúmens

São sais com um único tipo de ânion (SO~2) e dois cátions; um é mono valente (NOX +1) e um é tri valente (NOX +3), e sempre apresentam água de cristalização. Sua fórmula geral é representada por X+Y+3(S04)2. O alúmen mais conhecido é a pedra-ume (colóide usado no barbear): KA^ (SO4)2 • 12H2O – sulfato de po­tássio e alumínio dodeca-hidratado.

Solubilidade dos sais

Regra geral: todos os sais formados por metais alca­linos (IA) e cátion NH4 são solúveis em água. A solubilidade dos sais em água a 25°C e l atm é dada pela tabela a seguir. Na realidade, nenhum sal é insolúvel em água; deve-se entender o insolúvel como sendo pouco solúvel.

Alguns sais importantes

• Cloreto de sódio – é um conservante e um condimento, além de compor o soro fisiológico;
• Carbonato de cálcio – encontrado no mármore, na casca de ovo, em corais e conchas;
• Carbonato de sódio – barrilha (usado na fabricação de sabão e de vidro);
• Sulfeto de zinco – usado na fabricação de tinta fosforescente;
• Hipoclorito de sódio – é um desinfetante;
• Bicarbonato de sódio – é antiácido, pode ser usado com fermento, e é usado também em ex­tintores;
• Sulfato de cálcio – usado na fabricação de gesso e giz.