Semimetais


Os semimetais são os elementos químicos que demonstram possuir tanto as propriedades de metais quanto as propriedades de ametais.

Ao serem organizados na tabela periódica dos elementos, os semimetais (também conhecidos como metaloides) aparecem ao longo de uma linha que efetua um traço diagonal que vai do boro ao polônio, esses dois elementos são semimetais.

Os semimetais são:

Semimetais

– Boro (Bo) – Possui número atômico 5 e é um elemento raro no sistema solar. O boro é encontrado em sua maior parte em depósitos localizados na Turquia. A utilização do boro na indústria está presente na fabricação de fibras de vidro, produção de cerâmica e também de polímeros. Na agricultura, o boro contribui como fertilizante e seu número atômico é 5.

Silício (Si) – É bastante utilizado na indústria de microchips. O silício, na natureza, nunca é detectado de forma isolada e apresenta algumas características semelhantes ao carbono. O silício é duro e de aparência cristalina, possui número atômico 14.

– Germânio (Ge) – O germânio possui número atômico 32. Ele é um elemento sólido, de aparência cristalina, assim como o silício. O germânio é resistente aos ácidos e é utilizado na indústria eletrônica na fabricação de transistores, amplificadores de guitarra elétrica, ligas metálicas, lentes de variados alcances para microscópios, entre outras utilidades.
O germânio é um elemento usado também nos tratamentos de quimioterapia. Atualmente o germânio apresenta um elevado custo e já são estudados possíveis elementos para substituição.

– Arsênio (As) – Esse elemento químico número atômico 33. O arsênio não ocorre na natureza de forma pura, mas se manifesta na forma de sulfetos. Esse elemento é encontrado no território brasileiro nas jazidas de ouro no Estado de Minas Gerais, no entanto, as maiores reservas de arsênio se encontram no Chile, mais precisamente em minas de chumbo e cobre. As Filipinas também apresentam boa incidência desse elemento químico.

O arsênio é muito utilizado para reforçar ligas metálicas, conservação de madeira, bem como é um eficiente veneno para exterminar determinadas pragas. Atualmente ele é considerado o vigésimo elemento mais abundante no planeta.

– Antimônio (Sb) – Esse elemento possui número atômico 51 e, de uma forma geral, é sólido, apresenta fácil fragmentação, bem como denota coloração azulada e pálida. O antimônio é bastante aplicado no reforço de ligas metálicas, bem como é utilizado na vulcanização da borracha e na fabricação de fogos de artifício. Além disso, o antimônio é eficiente na indústria de aparelhos eletrônicos.

– Telúrio (Te) – Esse elemento de número atômico 52 é encontrado no estado sólido e é relativamente raro. O telúrio possui na natureza e pode ser pulverizado facilmente. Vale salientar também que o telúrio, quando adicionado ao aço e ao cobre, faz com que esses materiais sejam mais resistentes. Caso o telúrio seja fundido, ele pode corroer materiais resistentes como o ferro, aço e cobre.

– Polônio (Po) – Esse elemento apresenta número atômico 84 e foi descoberto em 1898, pelo famoso casal de cientistas Marie e Pierre Curie. O polônio é um elemento radioativo e se dissolve facilmente em ácidos. Além disso, apresenta maior eletropositividade que o telúrio e o selênio. Historicamente, o polônio é importante porque foi utilizado no famoso experimento de Rutherford que originou o modelo do átomo nucleado.

Suas aplicações podem ser vistas na indústria eletrônica, na astronomia (satélites artificiais e sondas espaciais), fabricações de pilhas termoelétricas, entre outras utilidades. É pertinente ressaltar que na indústria tabagista o polônio é utilizado com naftalina e arsênico, resultando uma combinação de alto teor cancerígeno.

As propriedades dos semimetais

Os semimetais apresentam algumas propriedades, entre elas é possível salientar:

– Conduz eletricidade de forma parcial – Essa características os colocam em um meio termo entre os metais (bons condutores) e dos ametais (isolantes de eletricidade)

– Podem ser reduzidos a fragmentos – Eles são quebradiços e não podem ser moldados.

– São formadores de cátions ou ânions – Enquanto os metais possuem característica eletropositiva e formam cátions, os ametais são eletronegativos e constituem ânions. Os semimetais, nesse caso, também se encontram no meio termo.
Atualmente na indústria, os semimetais são importantes, pois agem como semicondutores na constituição de aparelhos eletrônicos, principalmente na área da computação e dos aparelhos de telefone celular.

O silício, nesse aspecto, é o semimetal de maior destaque, pois ele é parte integrante da maioria dos circuitos internos de aparelhos eletrônicos. Não por acaso, o Vale do Silício é considerado um dos maiores núcleos da indústria de computadores e demais artefatos tecnológicos. O Vale do Silício está localizado em uma região industrial nos Estados Unidos, mais precisamente na Califórnia.
Além do silício, os elementos como o germânio e o arsênio também apresentam alguma atuação na indústria, principalmente quando estão sob a forma de gálio e arseniato.

Atual classificação

Vale destacar que atualmente a classificação “semimetal” está em desuso, portanto, várias tabelas periódicas denotam tais elementos apenas como metais ou ametais. De uma forma geral, são considerados metais o polônio, o germânio e o antimônio. Já o telúrio, o silício, o selênio e o boro compreendem os ametais.