Silício


Saiba um pouco sobre este elemento químico, onde pode ser encontrado e como pode ser utilizado

O Silício é um elemento químico que tem aparência e forma sólida. Ele pode ser quebradiço, mas não é maleável e é visto em cores escuras, lembrando tons de cinza escuro. Tem um brilho metálico que é cristalino.

Mesmo tendo brilho metálico, não significa que ele faz parte dos metais. O Silício é um não-metal. Ele é um semicondutor e tem ótima resistência aos ácidos – conseguindo até mesmo oxidar o ácido.

O símbolo desse elemento químico na tabela periódica é o Si e tem número atômico 14 e massa atômica 28 u. Ele é pertencente da família do Carbono.

Silício

É um dos elementos mais encontrados pela natureza em seus compostos. Ele pode ser encontrado em:

•Argila;
•Granito;
•Areia;
•Quartzo;
•Ágata;
•Entre outros.

Se formos considerar a crosta terrestre, o Silício é o segundo elemento com maior abundância. Já considerando o universo todo, ele fica na 7ª posição.

Mas, o elemento químico não pode ser encontrado puramente como ele é. Quando achado, ele sempre estará combinado com algum outro elemento.

História do Silício e seu criador

A história do Silício começa em meados dos anos 1824. Este elemento, como já dito, não pode ser encontrado na natureza de forma natural. Por esse motivo que o elemento foi, na verdade, elaborado e fabricado em laboratório (no ano de 1824).

O elemento nasceu de um aquecimento de substâncias: um composto de silício com potássio. Quem foi o criador e virou o “dono” do Silício foi o químico Jöns Jacob Berzelius.

Jöns Jacob Berzelius era sueco e é conhecido como um dos que fundaram a chamada química moderna. Ele tinha formação em medicina, farmácia, botânica e pedagogia.

O Silício pode ser achado tanto no solo quanto em águas. Além disso, é encontrado também em:

•Barro;
•Atmosfera;
•Planta;
•Animais (esqueleto e tecidos).

Usos do elemento químico Si

O Silício pode ser usado para criar diversas coisas. Ele é bem procurado, explorado e utilizado no comércio e indústria.

Ele pode servir para a criação de material de construção – como telhas, por exemplo –, compor chips de computadores e equipamentos eletrônicos cheios de tecnologia, ser usado para fazer silicones e até mesmo como fonte de saúde e rejuvenescimento. Além do mais, ele pode ajudar no meio ambiente fornecendo energia mais limpa e econômica.

Ficou confuso? Explicaremos cada uma dessas opções e como um elemento químico pode fazer parte do uso de tantas coisas diferentes.

Para a questão dos materiais de construção civil, ele é usado por conta de sua resistência a elevadas temperaturas, sendo ele um elemento isolante térmico e bem resistente a ácidos, corrosões e até mesmo bactérias.

Nos materiais de construção, o Silício é encontrado na fibra que compõe os materiais, fabricando os produtos.

A notícia ruim é que em alguns locais o uso do Silício para esse fim é proibido e perigoso. Isso por conta dos fiapos, que podem ser levados até o pulmão das pessoas, fazendo com que o indivíduo pegue uma doença de nome “silicose”.

O Silício pode ser encontrado em vidros, cimento, tijolo e outros.

Já para o uso em chips e eletrônicos, o elemento químico é ótimo na questão de conseguir obter lâminas bem finas. Os chips, com a tecnologia, são pequenos e vão diminuindo. O Silício contribuiu para que isso fosse possível e continue sendo. Além de que, o elemento tem grande capacidade energética e se movimenta muito bem, sendo um semicondutor.

A escolha do elemento é feita considerando, também, que ele é um semicondutor com bastante abundância na Terra. Sendo assim, a preocupação em restringir o uso desse elemento é pequena.

Agora vamos para a parte que agrada muito o físico das mulheres e homens hoje em dia: o Silício como produtor de silicone. O Silício é fundamental para essa produção, sendo o silicone feito da alternância dos átomos de silício com os átomos de oxigênio. Ele é usado não apenas para fazer os silicones em si, mas também pode ser visto na composição de lubrificantes e vernizes.

Para a questão de rejuvenescedor, o Silício Orgânico atuará como regenerador da pele, reestruturando-a e ajudando tecidos duros a recomporem seus minerais. O elemento é considerado um ótimo aliado ao combate do envelhecimento. Ele deixa pele, artérias e células mais fortes, atingindo até mesmo o sistema imunológico. Além disso, ajuda a deixar cabelos e unhas fortes.

Como encontrar então o Silício Orgânico para uso de rejuvenescimento? Esse elemento pode ser encontrado em forma de suplementos em cápsulas. Porém, só pode ser utilizado com prescrição médica ou de um profissional de áreas correlacionadas.

Além disso tudo, com relação ao meio ambiente, o Silício também pode servir para ajudar na capacitação e processamento da obtenção e utilização de energia solar, sendo ele componente das células fotovoltaicas.