Substâncias e Misturas: Substância Pura


É muito comum no mundo acadêmico o costume de lidar com termos que parecem simples e básicos, mas que, na verdade, muita gente confunde o seu significado, deixando a dúvida ou a confusão tomar proporções e se tornar cada vez maior, mais difundida e mais difícil de controlar depois.

É claro que no mundo dos estudos da química isso não seria diferente. Na química, utilizamos vários termos diferentes que, apesar de básicos, muitas vezes não conseguimos entender plenamente o seu significado ou então confundimos aquilo que ele é com aquilo que ele na verdade apenas parece ser.

Substância Pura

Neste sentido, é indispensável entender a diferença entre misturas e substâncias, pois isso dará a base para desenvolvermos uma série de conceitos lá na frente, responsáveis por uma série de aplicações práticas e teóricas que precisamos conhecer.

Substância e mistura – a diferenciação definitiva

Para a química, substâncias e misturas estão sempre no mesmo campo de estudo. Ainda assim, isso não significa que esses dois termos significam a mesma coisa. E essa confusão pode gerar uma série de dúvidas lá na frente, principalmente quando falamos de misturas homogêneas, misturas heterogêneas, substâncias simples, substâncias puras, substâncias compostas e assim por diante. Justamente por tudo isso, vamos deixar bem clara a diferença entre esses dois termos tanto para a química quanto para o nosso dia a dia.

• Substância – é qualquer tipo de elemento isolado, que pode ser criado de várias formas, mas que é utilizado como matéria-prima para possíveis misturas ou para elementos em geral. Ou seja, na prática, uma substância é algo formado por uma só propriedade. Para a química, uma substância é quando encontramos um conjunto de átomos com as mesmas propriedades químicas, ou seja, uma substância é igual a um elemento químico. Isso significa que todos os elementos da tabela periódica são substâncias, utilizadas para o desenvolvimento de novos elementos a partir da combinação de átomos.

• Mistura – como o próprio nome já sugere, mistura é uma substância criada a partir da fusão de duas ou mais substâncias. Porém, é importante lembrar que apenas substâncias puras podem dar origem a novas misturas e, mesmo assim, essas misturas recebem uma nova nomenclatura de acordo com a sua estrutura. E nesse sentido, uma mistura pode ser homogênea ou heterogênea. Essa classificação acontecerá de acordo com a forma que as substâncias originais se apresentam quando juntas, sendo que as substâncias que são percebidas como diferentes a olho nu são misturas heterogêneas e as misturas que se tornam uma nova mistura a partir de substâncias diferentes são as misturas homogêneas. É importante saber que as misturas normalmente têm uma composição química variável, que não é expressa por uma fórmula específica. Ainda existem misturas tão importantes para o nosso dia a dia que acabam recebendo um nome próprio, para diferenciá-lo de seu nome científico.

E as substâncias puras, o que são?

Depois de diferenciar as misturas e as substâncias, você deve ter percebido que falamos bastante a respeito das substâncias puras. Mas você já sabe o que são essas tais substâncias puras? Se souber, meus parabéns, pode ir para outros estudos então. Mas se não sabe ou pretende se aprofundar mais nesses conteúdos, vamos a eles então.

Conforme já mencionamos, os elementos químicos são formados por uma quantidade específica de átomos. Mas acontece que existem vários tipos diferentes de átomos que podem se misturar para criar elementos químicos novos, inclusive muitos que ainda nem conhecemos e que, por consequência, estão fora da tabela periódica. Mas não vamos falar dos elementos originados a partir da mistura de átomos diferentes, nos concentraremos nos elementos químicos criados a partir de um mesmo tipo de átomo: as substâncias puras.

As substâncias puras utilizam apenas os elementos da tabela periódica, porém, ainda assim, elas podem ser divididas em duas:

• Substâncias puras simples: são as substâncias criadas a partir de um só elemento. Um dos exemplos mais conhecidos é o gás nitrogênio, que é formado apenas por duas moléculas de nitrogênio, ou seja, o N2.

• Substâncias puras compostas: como você já deve ter deduzidos, estas são as substâncias que utilizam mais do que apenas um elemento químico em sua composição. A maioria das substâncias que conhecemos é deste tipo, embora, sem sombra de dúvidas, a substância pura composta mais famosa que existe é a água, formada por duas moléculas de hidrogênio e uma de oxigênio, ou seja, H2O.

Embora sejam muito conhecidas, as substâncias puras são raramente encontradas na natureza. Justamente por isso, na maioria das vezes, são laboratórios que as desenvolvem para dar origem a uma nova mistura a partir destas substâncias.

Mesmo a água que bebemos no nosso dia a dia não pode ser considerada como uma mistura simples, pois apesar de ter o H2O em sua estrutura, ela é encontrada na natureza junto a vários minerais, o que acaba a categorizando como uma mistura.