Tipos de Reações Químicas


Como já vimos anteriormente, as reações químicas ocorrem quando há uma transformação nas substâncias em seu caráter inicial, passando por uma modificação que, por sua vez, irá depender da própria reação presente nos reagentes.

Muitos são os critérios que determinam um tipo de reação química. Um deles, por exemplo, irá relacionar a quantidade de substâncias que reagem a essa transformação e, também, a quantia de substâncias que são unicamente produzidas.

Reações Químicas

No artigo anterior, que caracterizava o que eram as reações químicas e como é que elas aconteciam, demos alguns exemplos e falamos sobre alguns dos tipos de reações químicas existentes. Porém, neste artigo vamos dar muito mais atenção para cada um dos tipos de reações químicas, para que você esteja preparado e saiba sobre cada uma delas no vestibular. Para que possamos explicar de uma maneira mais clara, vamos utilizar algumas letras para auxiliar na exemplificação: entre elas, A, B e C, X e Y.

Reação de decomposição

A reação de decomposição, que também pode ser chamada de reação de análise, é caracterizada quando uma única substância presente nesse processo consegue gerar pelo menos dois ou mais produtos.

Dessa forma, a fórmula seria: A -> B + C.

Em meio a esse modelo de reações químicas, podemos, ainda, caracterizá-las com três diferentes nomes.

Em primeiro plano, a eletrólise: nesse tipo de reação, as substâncias só são decompostas por meio da atuação da passagem de corrente elétrica;

Temos também a fotólise, em que a decomposição de tal substância só se torna possível por meio da luz;

E, por fim, a pirólise, em que a decomposição ocorre por meio da ação do fogo ou do calor.

Vamos para um simples exemplo:

Or airbags são considerados, nos carros de hoje em dia, como um verdadeiro dispositivo para aumentar a segurança do motorista e de seus passageiros. Quando essa ferramenta é acionada, uma decomposição de caráter química ocorre no composto de sódio presente no mesmo (NaN³(s)), originando então o N²(g) que garante a inflamação dos airbags. Por isso, podemos notar que as reações químicas estão tão presentes no nosso cotidiano o quanto podemos imaginá-las.

Reações de troca simples

As reações de troca simples também podem ser chamadas de reações químicas de deslocamento. Elas acontecem toda vez que uma simples substância reage com outra composta, e por isso, duas novas substâncias acabam sendo geradas: uma normal, ou seja, uma substância simples, e outra de caráter composta.

Veja a fórmula: A + XY -> AY + X.

Vamos considerar, também, um exemplo:

Imagine que uma âmica de zinco se envolve em uma solução de ácido clorídrico considerado aquoso. Dessa forma, o cloreto de zinco será formado, ao mesmo tempo em que o gás hidrogênio é liberado.

Reação de dupla troca

Já a reação de dupla troca acontece sempre que dois diferentes reagentes irão formar também dois diferenciados produtos. Ou seja, se temos a presença de duas substâncias já compostas, elas irão dar a origem a outras (novas) substâncias também compostas.

A fórmula no caso é: AB +XY -> AY + XB

Um exemplo, nesse caso, vai para a reação que ocorre entre o hidróxido de bário e o ácido sulfúrico. Aqui, é produzida tanto a água, como também o sulfato de bário, que é caracterizado como um sal branco e insolúvel.

Outras reações químicas

Essas quatro reações químicas, nos relacionados anteriormente, são as reações mais famosas e que acontecem com maior frequência nos estudos da química.

Por mais complexas que elas possam parecer, a verdade é que, muitas vezes, elas podem ser mais simples do que nós conseguimos imaginar, principalmente pelo fato de que grande parte delas está totalmente presente no nosso cotidiano, assim como o exemplo envolvendo os airbags.

Por isso, mesmo algo que pareça totalmente natural aos nossos olhos pode ser caracterizado como uma reação química, lembrando que grande parte delas é realmente forte e, por conta disso, precisam de energia em formato de calor para que marquem o seu início.

Reações químicas presentes no dia a dia

As reações químicas que mais acontecem no dia a dia, e inclusive, acontecem por meio de fatores totalmente visíveis são as aquelas que envolvem o desprendimento tanto do gás quanto da luz, a mudança de cheiro ou de coloração em uma determinada substância, a formação dos precipitados, e assim por diante.

A reação de combustão

A reação de combustão, por exemplo, é uma das reações químicas mais presentes no nosso próprio cotidiano.

Para que ela se torne possível, é necessário contar com a presença de três diferentes substâncias: o comburente, o próprio combustível e, também, a energia que garante a ativação desse processo.

A reação de combustão é caracterizada como a própria queima de um determinado combustível, que pode ser a própria gasolina, o diesel, ou mesmo outros não tão presentes assim no nosso cotidiano. Essa reação ocorre assim que a energia de ativação fica na presença do comburente, que, na maioria dos casos, é o oxigênio do ar.