Nota zero em redação no Enem


No exame do Enem cada examinador concederá uma nota entre 0 e 200 pontos para cada uma das cinco atribuições. A pontuação total dada por cada examinador estará em conciliação com a soma das notas conferidas as atribuições, e poderá alcançar até mil pontos.

No campo do teste de redação a nota pode ir de 0 a 1000 pontos e será dada de acordo com as regras determinadas no edital. Cada regra condiz a uma das cinco atribuições.

Na primeira atribuição, que abrange o reconhecimento do poder da forma escrita culta da língua portuguesa, o nível 0 ou nota 0 acarreta na total incompreensão de como se produz um texto acompanhando padrões da escrita culta da língua portuguesa.

Nota zero

Na segunda atribuição, de acordo com a qual o aluno deve compreender a sugestão de redação e utilizar conceitos das diversas áreas do conhecimento para reproduzir o tema, anexo às linhas de formação do texto dissertativo-argumentativo em prosa, receber zero quer dizer fugir do tema, isto é, a não realização do estilo dissertativo-argumentativo.

Possuir nível 0 na terceira atribuição, que se atribui a ação de relacionar, selecionar, interpretar e organizar fatos,informações, argumentos e opiniões em proteção a um ponto de vista, é decorrência de se revelar eventos, dados e argumentos não relacionados ao tema e carentes da preservação de uma interpretação do mundo.

Na quarta atribuição, que está relacionada a confirmação do entendimento dos instrumentos linguísticos indispensáveis para a elaboração da argumentação, possuir nota zera confirma que o estudante não soube estruturas os conhecimentos. E, por fim, possuir nota 0 na quinta atribuição, que abrange a produção de argumento de mediação para o problema levantado, honrando os direitos humanos, acarreta na falta de uma sugestão de intervenção ou na existência de uma sugestão não ligada a temática.

Quando o aluno devolver a folha de redação limpa, sem qualquer existência de texto, ela será classificada como “em branco”. Na situação da prova possuir somente sete linhas escritas, separado de seu conteúdo, os examinadores julgarão que o texto é “falho”. Qualquer cópia dos assuntos fomentadores colocados junto a sugestão de redação será facilmente ignorada no momento da correção e da apuração do limite mínimo de linhas.

A utilização de ilustrações, ofensas e demais intervenções querendo uma anulação proposital, da mesma forma que a violação dos direitos humanos, assim como a produção de uma parte da redação propositalmente desligada do tema oferecido, implicará na invalidação da prova.

Deve ficar explicito que não acompanhar o padrão dissertativo-argumentativo ocasionará na nota 0, mesmo que o estudante cumpra com as demais orientações. É censurado, assim, produzir uma poesia ou delimitar a redação a ação de relatar uma história, uma vez que essas qualidades literárias não carregam em sua composição formal a elaboração exigida.

7 motivos para zerar a redação do Enem

1- Fugir do tema

A prova da redação do Enem se inicia com uma sequência de “textos fomentadores”. Eles podem ser fragmentos de jornais, revistas ou livros, desenhos, anúncios publicitários ou charges e auxiliam o aluno a compreender o tema apresentado.

Produzir uma redação incorporada a esse tema é requisito obrigatório e discutir um tema diferente, isto é, fugir do tema, obtém uma nota 0.

2- Não obedecer ao modelo de redação pedido

O Enem normalmente pede um estilo próprio de redação: “dissertativo-argumentativo”. Para satisfazer essa exigência, o estudante deve acompanhar uma estrutura que se inicia com a apresentação de uma tese, abrange argumentos para consentir com a defesa dessa tese e finaliza com uma sugestão de intervenção social para resolver o problema exposto no desenvolvimento do texto.

Redações que não acompanham essa estrutura conseguem involuntariamente nota zero dos examinadores.

3- Não alcançar a quantidade mínima de linhas

Para ser julgada válida pelos examinadores, a redação do Enem precisa possuir no mínimo 8 e no máximo 30 linhas. Redações com sete linhas ou menos adquirem nota 0. É importante lembrar que fragmentos copiados dos textos fomentadores ou das demais questões do Enem são desprezados no calculo de linhas e o título, que é alternativo, soma como linha escrita.

4- Utilizar maneiras propositais de anulação

O Guia da Redação do Enem, publicado pelo MEC, abrange o ponto “impropérios, desenhos e demais maneiras propositais de anulação ou parcela da redação deliberadamente separada do tema em questão” nas razões para tirar 0 no texto. Isto é, alunos que estampam a folha de redação, escrevem xingamentos e palavrões ou abrangem textos que não tenham relação com o tema proposto adquirem 0 na redação.

5- Desrespeitar os direitos humanos

A veneração aos direitos humanos é uma condição obrigatória na produção da redação do Enem. Isto é, racismo, mensagens de ódio, preconceito de qualquer gênero e demais formas de desrespeito ocasionam em nota zero.

6- Entregar a folha de redação em branco

No dia que a redação é feita, os estudantes tem uma hora a mais para produzir o texto e transferi-lo para a folha certa. É importante prestar atenção no tempo, uma vez que mesmo o aluno terminando a redação nas folhas de rascunho, se devolver a folha de redação limpa tira 0.

7- Não conseguir retratar as cinco atribuições de avaliação mencionadas anteriormente