Resumo Pablo Picasso


O artista espanhol Pablo Picasso é um dos maiores nomes da arte mundial. Criou formas e técnicas que revolucionaram as artes plásticas no século XX, principalmente na pintura, escultura, gravura e cerâmica.

Resumo Pablo Picasso

Como pintor, escultor, ceramista, cenógrafo, poeta e dramaturgo, deixou um grande legado artístico e também como figura humana. Sua vida é cheia de mitos, dramas e fantasias, muitas vezes romanceadas pelo próprio artista, que embora um gênio das artes também tinha problemas prosaicos como qualquer pessoa.

Bibliografia de Pablo Picasso

Nascido em Málaga, em Andaluzia, em 25 de outubro de 1881, e seu longo nome era Pablo Diego José Francisco de Paula Juan Nepomuceno Maria de los Remedios Cipriano de La Santíssima Trinidad Ruiz y Picasso.

Seu pai trabalhava como conservador de museu e professor de desenho na Escuela de San Telmo. Pintor e desenhista considerado medíocre, foi a base artística de Picasso. Após uma promoção, se mudou com a família para Corunha, em 1891, onde Picasso viveu até 1895 quando se mudaram para Barcelona.

O primeiro desenho de Picasso que se tem notícia é um óleo sobre madeira, feito quando tinha oito anos. Seus desenhos mais primários eram inspirados em touradas.

Pablo Picasso se recusou o ensino artístico formal e é considerado um autoditada, apesar das orientações do pai. Até que já em Barcelona foi admitido em La Lonja, escola de arte conceituada. Mesmo com a pouca idade, ainda com 14 e 15 anos, já superava as exigências das aulas e se destacou rapidamente, logo se tornando no mesmo patamar de conceituados pintos da cidade.

Depois de voltar a Malága, foi morar em Madri onde começou seus estudos na Real Academia de Belas Artes de São Fernando. Depois de um breve período de estagnação artística, onde apenas copiava obras expostas no Museu do Prado, Picasso precisou para suas atividades, pois ficou doente com escarlatina.

Enquanto se recuperava, iniciou uma nova etapa criativa de muitos projetos, inclusive abandonar a academia e se misturar aos célebres artistas da época e nos espaços culturais, onde em 1900 teve sua primeira exposição.

No mesmo ano, morou pela primeira vez em Paris, onde viveu um tempo de muitas dificuldades financeiras. Mas foi desenvolvendo suas obras e conheceu célebres como André Breton e Guillaume Apollinaire.

Em 1918, Picasso já era um artista conhecido quando se casou com Olga Koklova, com quem teve o filho Paulo. Durante seu casamento chegou a ter quatro mulheres ao mesmo tempo e sua vida amorosa foi repleta de paixões e envolvimentos amorosos intensos. Teve dois filhos com a amante Françoise Gilot, Claude e Paloma e Maya, filha dele com Marie-Thérèse Walter.

Seu posicionamento político sempre foi ligado às ideias de esquerda, com a anarquia e o comunismo. Era um combatente nato do fascismo e se recusou a lutar na Primeira e Segunda Guerra Mundial. Sua obra mais famosa, Guernica, retrata a cidade do mesmo nome após um bombardeio, explicitando toda a brutalidade, desumanidade e falta de esperança trazia pela guerra.

Picasso morreu em 1973, aos 91 anos, de enfarte e como o artista mais rico do mundo. Sem testamentos, sua herança foi dividida entre seus filhos e netos após longas batalhas judiciais. Na contagem do espólio, Pablo Picasso deixou 1228 esculturas, 1885 quadros, 7089 desenhos, 30000 impressões, 150 esboços e 3222 trabalhos em cerâmica. A Picasso Administration, administrada por seus filhos, detém a licença de todos os produtos criados com a marca Picasso.

Fases Artísticas de Pablo Picasso

Do início de seus quadros inspirados nas touradas, até se tornar celebridade máxima das artes plásticas do século XX, Pablo Picasso era inquieto e espirituoso, passando por diversas fases artísticas onde experimentou novas formas, técnicas e estilos.

– Período Azul: obras sombrias em tons de azul e esverdeados, cuja inspiração eram mendigos, prostitutas, angústias, tristezas e saudades. Seus principais quadros do período foram La Vie, The Frugal Repast e The Blindman´s Meal.

– Período Rosa 1905/1907: obras mais alegres onde as cores laranja e rosa eram marcantes. Temas circenses com arlequins eram os mais usados. Sua inspiração era Fernande Olivier, sua primeira paixão.

- Período Africano 1907/1909: criou obras inspiradas na África como Les Demoiselles D´Avignon. Era o esboço do cubismo.

– Cubismo Analítico 1909/1912: Ao lado de Brasque, desenvolveu a técnica do cubismo, analisando cada objeto por um novo prisma. Seus tons eram marrons monocromáticos.

– Cubismo Sintético 1912/1919: começou a usar fragmentos de papéis em colagens.

Classicismo e Surrealismo 1920/1940: período de retorno às raízes, iniciado após a primeira guerra mundial. Começa a criar também em esculturas, gravuras e cerâmicas.

Já com 87 anos, Picasso criou uma série de 347 gravuras com os temas de sua juventude como o circo, as touradas, o teatro e erotismo. Um ano antes de morrer recebeu a maior honraria ao se tornar o primeiro artista vivo a expor no Museu do Louvre. Mesmo com a visão deficiente, pintou até o último dia de vida.