Resumo Salvador Dali


Um dos maiores nomes da história da arte, Salvador Dalí foi um pintor e artista plástico espanhol conhecido principalmente por seu trabalho com o surrealismo. Nesse resumo sobre Salvador Dalí nós falaremos brevemente sobre sua biografia, importância histórica e principais obras.

Resumo Salvador Dali

Biografia

Salvador Domingo Felipe Jacinto Dalí i Domènech nasceu na cidade de Figueres, na Espanha, em 11 de maio de 1904. Desde criança demonstrava interesse nas artes, recebendo grande apoio de sua mãe, Felipa Doménech, e do pai, o advogado Salvador Dalí i Cusí. Dalí estudou na Escola de Desenho Federal e, em 1917, seu pai organizou sua primeira exposição, em casa, dos desenhos feitos a carvão.

Em 1921, Dalí perdeu a mãe para o câncer de mama e, meses depois, ingressou na Escola de Belas Artes de San Fernando, em Madrid. Durante sua estadia nessa escola, ele se desenvolveu como artista e experimentou com Cubismo e Dadaísmo, além de já chamar a atenção por seu estilo peculiar e excêntrico (roupas exageradas e cabelo comprido, por exemplo). Antes de completar os estudos, porém, Dalí foi expulso, em 1926, por afirmar que ninguém na instituição era competente o bastante para avaliá-lo.

Nessa época, Dalí conheceu diversos nomes importantes do cinema, da literatura e da pintura, como Luís Buñuel, Frederico García Loca, Rafael Alberti e, mais tarde, ao viajar para Paris, Pablo Picasso, que se tornou uma grande influência para suas obras.

No final dos anos 20 e na década de 1930, nasceram algumas das obras mais conhecidas de Salvador Dalí, já que sua produtividade artística na época foi intensa e aclamada. Seu estilo foi bem definido durante esses anos, com as cores vivas e as representações fantásticas de temas cotidianos. Ele se tornou parte oficial do grupo surrealista do bairro de Montparnasse, ainda em Paris, apesar de já estar sendo influenciado pelo surrealismo há alguns anos. Dalí também colaborou na criação de um curta metragem com seu amigo Luís Buñuel, chamado “Un Chien Andalou”, e conheceu sua musa Gala Éluard, com quem se casou em 1934.

O nosso resumo Salvador Dalí segue com sua vida política conflituosa. Ao longo dos anos, o pintor espanhol foi retratado como apoiador de diferentes movimentos e ideologias. Na juventude, Dalí já se declarou tanto comunista quanto monarquista e anarquista, ainda que tenha, supostamente, apoiado o ditador Francisco Franco e denunciado o colega Luís Buñuel por seu ateísmo e comunismo. Sua falta de alinhamento político e posicionamento, muitas vezes fascista, fez com que ele fosse expulso do grupo de artistas, e o líder do movimento, André Breton, fez o possível para desassociar o nome de Dalí do surrealismo, apesar de ter sido quem o apresentou em primeiro lugar. Para isso, Dalí afirmou “eu sou o surrealismo”.

Mesmo expulso, Dalí continuou se apresentando em exposições surrealistas e, nos anos 1940, se mudou para os Estados Unidos com a esposa. Durante essa época, ele trabalhou com Walt Disney e Hitchcock e foi homenageado pelo MOMA, em Nova Iorque. Foi só depois de sua volta para a Espanha, na década seguinte, que seu período clássico entrou em ação, com pinturas religiosas, históricas e científicas sendo produzidas com grande entusiasmo. Seu fascínio pelo divino e pela religião deve-se muito ao catolicismo de Gala na época.

A partir da década de 1960, Dalí colocou em prática o seu maior projeto: o Teatro-Museu Gala Salvador Dalí, em Figueres, sua cidade natal. O local havia sido o primeiro museu em que o pintor havia sido exposto, mas estava destruído desde os bombardeios da Guerra Civil Espanhola. Depois de sua reconstrução, o Teatro-Museu se tornou o maior abrigo de obras de Dalí em todo o mundo, incluindo peças de todas as épocas de sua vida.

Sua morte veio após o falecimento de sua esposa, Gala, em 1982. Salvador Dalí passou os anos seguintes extremamente deprimido e com a saúde cada vez mais danificada, tendo de ser cuidado por amigos e outros artistas até o fim de seus dias. Em 1989, Dalí morre de insuficiência cardíaca, aos 84 anos, e é sepultado na cripta do Teatro-Museu.

Principais obras e períodos

Adiante com o resumo Salvador Dalí, listamos algumas das principais obras do artista e suas características marcantes.

• 1969, óleo sobre tela – Toureiro Alucinógeno
• 1958, óleo sobre tela – Rosa Meditativa
• 1956, óleo sobre tela – Natureza Morta Viva
• 1951, óleo sobre tela – Cristo de São João da Cruz
• 1937, óleo sobre tela – Metamorfose de Narciso
• 1937, óleo sobre madeira – Girafa em Chamas
• 1931, óleo sobre tela – A Persistência da Memória
• 1929, óleo sobre tela – O Grande Masturbador
• 1926, óleo sobre tela – Cesto de Pão

Para terminar nosso resumo sobre o artista Salvador Dalí, vale ressaltar que “A Cauda de Andorinha” foi sua última pintura, em 1982, pouco antes da morte da sua esposa, Gala, e da consequente depressão do artista.