Acordos Climáticos e Aquecimento Global


Diante de uma situação agravante como é o caso do aquecimento global diversos países se reúnem anualmente com o objetivo de criar novas formas de diminuir a poluição que ocorre em todo o planeta. Com aumento considerável dos gases poluentes que causam o efeito estufa, o planeta é ameaçado diariamente com as consequências geradas pelo agravante e que já estão prejudicando alguns locais do planeta como é o caso do derretimento das geleiras dos polos do planeta e outros desastres ambientais.

O aquecimento global é pauta constante de discussões em todo o mundo, principalmente por chefes de países que buscam selar acordos com uma promessa de diminuir a emissão de gases no ar. Este tipo de acordo é feito constantemente com o objetivo de tentar reverter o atual quadro e como uma formula de orientar todos os seres humanos a mudarem as suas atitudes. Com a ajuda, consciência e também com ações sustentáveis de todos os países pode ser que o planeta consiga combater o aquecimento global.

Acordos Climáticos

Entenda o que é o Aquecimento Global

Em poucas palavras é possível caracterizar o aquecimento global como uma mudança que ocorre na temperatura atmosférica do globo terrestre. Essa mudança permite aumentar a temperatura do planeta de maneira exponencial colocando em risco não só a natureza e o meio ambiente como todo, mas também todos os seres vivos que acabam tendo o seu hábitat prejudicado pelas ações do homem. Esse fato acontece por conta das mais variadas atitudes inconsequentes do homem, entre elas a poluição.

Diariamente as empresas, veículos e diferentes locais soltam gases poluentes no ar que permite aumentar de maneira exponencial as funções do efeito estufa. No caso, o efeito estufa é visto como uma espécie de efeito ou fenômeno natural que ocorre no globo terrestre e que permite deixar o planeta devidamente aquecido. Com isso o planeta permite promover uma manutenção e permanência da vida, mas com os problemas que o globo vivencia essa temperatura aumenta e colocando em risco a vida do planeta.

As causas do aquecimento global podem ser variadas, mas ocorre que muitos ditam a poluição e também o desmatamento como um dos principais problemas. No caso poluição há milhares de fábricas em todo o mundo que diariamente soltam uma quantidade enorme de gases poluentes que passam a se acumular na atmosfera e acaba causando a degradação da camada de ozônio – uma camada que passa a proteger o planeta dos raios ultravioletas, mas que com os problemas vivenciados tem sido muito prejudicada.

– O aquecimento global é causado principalmente pela poluição do ar que se origina a partir da queima de combustíveis fósseis em transportes, fábricas e assim em diante.

– A sua ajuda pode, sim, colaborar com o planeta. Adote ações mais sustentáveis busquem trocar o uso contínuo de automóveis por bicicletas, sacolas plásticas por sacolas recicláveis e assim em diante.

– O planeta sente diretamente a temperatura média aumentando constantemente. A única região que terá seu clima mais frio e não quente é o hemisfério norte.

– Cuidar das florestas é fundamental, principalmente a Amazônia. Cientistas declaram que se a temperatura subir de 2 a 3 graus poderá ser perdido cerca de 40% das árvores da região.

Os acordos climáticos em função do combate ao aquecimento global

Uma grande variedade de países se reúne periodicamente com o objetivo de criar soluções para problemas distintos de todo o planeta, entre elas o aquecimento global que há um bom tempo vem preocupando a toda população mundial. Em busca de alternativas e honrar com o combinado foi selado um tratado internacional com compromissos para reduzir a emissão de gases que possam intensificar o efeito estufa. Esse tratado leva o nome de Protocolo de Kioto.

O Protocolo de Kioto entrou em vigor no ano de 2005 e desde então os países que assinaram o tratado com o objetivo de fazer sua parte na busca pela redução das causas do aquecimento global tem se reunido periodicamente com o objetivo de promover mais soluções para reverter o quadro atual. Ao todo foram 173 países, entre eles o Brasil, Estados Unidos, Reino Unido, Coreia do Sul, Alemanha, França, Áustria, Colômbia, Argentina e diversos outros países.

Esse protocolo foi assinado como uma forma de dar o primeiro passo para reduzir a emissão de gases do efeito estufa e consequentemente o aquecimento global. O objetivo é promover uma redução de forma considerável de todos os impactos causados pelo aquecimento. Vale destacar também o Protocolo de Paris que tendem a ser o maior acordo climático do mundo com 190 signatários. Para que o protocolo seja mais uma esperança diante do que ocorre com o planeta, é preciso aguardar a Conferência das Partes da Convenção das Nações Unidas sobre Mudança do Clima (COP21).

Essa Convenção das Nações Unidas sobre Mudança do Clima (COP21) ocorre em novembro de 2015 e tende a ser uma das soluções para mudar por completo o futuro do planeta.