Angiospermas: Características, Organização da Flor, Reprodução, Androceu e Gineceu


Angiospermas: Características

Angiospermas: Características, Organização da Flor, Reprodução, Androceu e Gineceu

Atualmente, existem milhares de angiospermas no mundo. A palavra angiosperma tem origem no grego, em que angeios significa ‘bolsa’ e sperma se refere à ‘semente’.

Características
Elas se diferem das gimnospermas por, além de produzir raiz, caule, folha e semente, também possuem flor, e fruto.

Organização
Uma flor completa de angiosperma é organizada da seguinte maneira:
• pedúnculo floral
• receptáculo floral
• cálice
• corola
• androceu
• gineceu

Androceu
Essa é a parte masculina da flor, contendo folhas modificadas férteis, os estames. No final dos estames, se concentra a antera, de onde se formam os grãos de pólen.
Gineceu
Já é a parte feminina da planta. Também é formada por folhas modificadas férteis, os carpelos, de onde se formam os óvulos.
O gineceu é dividido em três partes: estigma, estilete e ovário.
Ovário: onde são formados os óvulos.
Estilete: serve para o crescimento do tubo polínico.
Estigma: parte superior do gineceu, rica em glândulas produtoras capazes de produzir uma substância viscosa. Assim, se garante maior adesão ao de pólen.
Por isso, a germinação do pólen ocorre sobre o estigma para, em seguida, se ter a formação do tubo polínico.
Reprodução
A reprodução se inicia com o transporte do pólen desde a antera, onde foi produzido, até o estigma do gineceu. Esse processo é chamado de polinização.
A polinização pode ser tanto direta, chamada autopolinização, quanto indireta, também conhecida como polinização cruzada. Sendo assim, diferentemente das gimnospermas. A polinização pode se dar por vários agentes, mas principalmente por insetos.
O grão de pólen é transportado, por vários agentes, da antera de uma flor até o estigma de outra, independentemente de estarem na mesma planta ou não. No caso de serem flores de uma mesma planta, ocorre a polinização cruzada, levando à produção de descendência heterozigota, ou híbrida.