Ártico


O Ártico é a região que se encontra no Círculo Polar Ártico. Ele abrange todos os locais nos quais a temperatura média do mês mais quente não ultrapassa os 10ºC. Isso inclui o Oceano Ártico e alguns territórios da Rússia, do Canadá, do Alasca, da Escandinávia e a Groenlândia, além do famoso Polo Norte.

artico

História

Há teorias que sustentam que os primeiros a chegarem na região do Ártico foram o grego Pítias, em 4 a.C., e alguns monges irlandeses mais tarde, no século VI. No século IX, navegantes nórdicos também parecem ter descoberto e se instalado por lá. Entretanto, a exploração intensa do Círculo Polar só começou mesmo no século XVI, quando começaram a ser procuradas novas rotas comerciais entre o Oriente e a Europa.

Quem mais pretendia encontrar essas novas rotas eram os holandeses e os ingleses, e o primeiro grande explorador da região foi o inglês Martin Frobisher, em 1576, quando navegou pela costa da Groenlândia buscando uma passagem. Graças a ele, começaram a ser planejadas novas expedições para penetrar mais as regiões árticas. Em 1585, o também inglês John Davis chegou até um estreito que acabou ganhando seu nome, e em 1596 o holandês Willem Barents “descobriu” a ilha Spitzbergen (Svalbard), que na verdade já havia sido vista por vikings de forma não-oficial.

Mais tarde, em 1607, Henry Hudson chegou ainda mais fundo na exploração, descobrindo a ilha Jan Mayen e, três anos depois, descobriu e nomeou o estreito e a baía de Hudson. Em 1616, William Baffin descobriu uma nova baía, mas depois disso surgiu um desinteresse pelo local, com apenas alguns baleeiros descobrindo ilhas novas ocasionalmente.

O interesse só voltou no século XVIII, e em 1773 a expedição de Constantine Phipps chegou ao ponto mais setentrional até então. No século XIX, com o avanço das tecnologias de navegação, a exploração das regiões árticas cresceu, e foram descobertas as passagens Nordeste e Noroeste. Porém, foi só no século XX que o Polo Norte em si foi explorado e mapeado pela primeira vez.

Até os anos 1940, com grande parte do Ártico ainda misteriosa para exploradores e cientistas, os Estados Unidos e a União Soviética (entre outros países) expandiram seus programas árticos militares, devido à importância estratégica por lá. Então, em 1957 e 1958, durante o Ano Geofísico Internacional, e em 1964 e 1965, durante os Anos Internacionais do Sol Silencioso, diversos países puderam ajudar na exploração e mapeamento das regiões árticas.

Características

• Temperatura e clima
As temperaturas do Ártico são baixas durante o ano todo, o que o mantém quase sempre congelado. No verão a temperatura máxima é 10ºC, e no inverno pode chegar a -60ºC. O verão boreal acontece entre julho e agosto, os meses mais quentes. A precipitação é escassa e vem na forma de neve, não água, e a maior parte da região não recebe mais do que 50 cm de neve ao ano. Os ventos, entretanto, são fortes e acabam dando a impressão de nevasca, por levantarem a neve do solo.

Demografia
A população da região ártica é majoritariamente de esquimós, principalmente em partes do Canadá, Groenlândia, Alasca e Sibéria. Eles costumam ter uma estatura baixa, os olhos puxados e as maçãs do rosto bem salientes. Estima-se um total de 100 mil esquimós, que se distribuem em vários grupos diferentes com seus respectivos dialetos, como os Inuit ou os Yuoik.

Além dos esquimós, há também algumas regiões ocupadas de forma estruturada. As principais cidades árticas são Murmansk, com 325.100 habitantes, e Norilsk, com 135.000 habitantes, ambas na Rússia. No Polo Norte não há nenhum tipo de habitação.

• Vegetação
As florestas presentes nas regiões árticas são a Taiga e a Tundra, que possuem vegetação específica para sobreviver ao clima frio. Na primeira, as principais formas de vida vegetal são abetos, pinheiros, espruces e larícios. Na segunda, são encontrados mais arbustos baixos, musgos, líquens, ciperáceas e gramíneas. A Tundra é a vegetação principal no verão, mas em alguns locais um pouco mais quentes, é possível encontrar salgueiros e bétulas. A presença e a densidade de qualquer tipo de vegetação dependem do quão frio é o local, e da época do ano. Nos lugares de temperaturas menores, incluindo o Polo Norte, o solo é liso.

• Fauna
Os animais mais comuns nas regiões árticas são o urso polar, a foca, a rena, a baleia, a raposa-do-ártico, o boi-almiscarado e o elefante-marinho. Também é possível encontrar leões-marinhos, narvais e muitas espécies diferentes de peixes, principalmente o salmão e o bacalhau.

Geografia
O local abrange cerca de 21 milhões de quilômetros quadrados. 65% desse total é composto pelo Oceano Glacial Ártico, e os 45% restantes contém diversas ilhas e os territórios do norte, divididos entre várias nações. Além dos países já mencionados, também há regiões árticas da Dinamarca, Noruega e Islândia.