Artrópodes: Quilópodes


Os artrópodes são animais invertebrados que contam com um exoesqueleto e vários pares de apêndices devidamente articulados, o que facilita a sua locomoção.

artropodes-quilopodes

O exoesqueleto dos artrópodes conta com as seguintes características:

– Apresenta bastante resistência
– É impermeável e oferece proteção
– É constituído de quitina, que consiste em um tipo de açúcar.

Entre os artrópodes é possível citar alguns, tais como:

– Gafanhotos: São artrópodes polífagos, que possuem como principal fonte de alimentação folhas dos mais variados tipos de plantas.
– Aranhas: São artrópodes que vivem em todos os tipos de habitats terrestres. As aranhas apresentam oito patas e, diferente dos demais insetos, não possuem antenas.
– Caranguejos: São crustáceos que possuem o corpo completamente protegido por uma carapaça. Por possuírem até cinco pares de patas os caranguejos pertencem à ordem de crustáceos conhecida como Decapoda.
– Centopeias: São artrópodes quilópodes. Assim como a lacraia (que também é um artrópode quilópode), as centopeias contam com uma rápida locomoção e são animais carnívoros.

As características dos quilópodes

Os quilópodes, que assim como outros artrópodes (aranhas e gafanhotos) habitam tantos as regiões rurais quanto os grandes centros urbanos. Tais animais preferem regiões de clima tropical e temperado e procuram esconderijos embaixo de pedras, frestas em paredes, cascas de árvores, entre outros.

A maioria dos artrópodes quilópodes possui hábitos noturnos.
Entre algumas curiosidades acerca dos quilópodes está a origem do termo que os denomina. Quilópode é um termo oriundo da Grécia e significa “aquele que possui mil patas”.

As características dos artrópodes quilópodes consistem em:

– Locomoção: Esses animais se movimentam efetuando um ziguezague. Tal movimento ocorre porque esses animais possuem pés demasiadamente curtos, corpo bem próximo do solo e, também, porque esse movimento facilita para fugir dos predadores.
– Estrutura do corpo: A estrutura corporal dos artrópodes quilópodes é constituída por um esqueleto desprovido de cálcio. A cabeça desses animais conta com um par de antenas simples, possuindo também maxilares e mandíbulas.

Além disso, os artrópodes quilópodes contam com um mecanismo de defesa espalhado ao longo dos seus corpos. Esse mecanismo consiste em glândulas especiais que libertam toxinas capazes de irritar a pele e os olhos dos seus predadores.

Em determinados casos, os quilópodes podem se enrolar, o que facilita a sua defesa diante dos perigos.

– Aparelho digestivo: O trabalho de digestão inicia nos artrópodes quilópodes já pela boca. Os alimentos são conduzidos para um esôfago com uma elevada capacidade de expansão, o que facilita a entrada de uma considerável quantidade de alimento.

É possível concluir que o sistema digestivo dos artrópodes quilópodes é considerado completo, uma vez que inicia na boca e termina no ânus.
Assim, o procedimento digestivo continua na moela, que conta com uma série de espinhos que servem para triturar os alimentos e, em seguida, são absorvidos no intestino.

A alimentação desses animais corresponde basicamente a larvas e a pequenos besouros.
Já o sistema excretor dos artrópodes quilópodes apresenta os chamados Túbulos de Malpighi, que consistem em duas estruturas com capacidade de filtrar os líquidos do organismo.

O organismo dos artrópodes quilópodes

Os artrópodes quilópodes possuem em sua estrutura um avançado sistema nervoso. Tal sistema é formado por dois pares de glândulas com um notável poder sensorial. Além disso, o cérebro dos artrópodes quilópodes conta com uma divisão bem determinada:
– Protocérebro: Região onde estão localizadas as estruturas que constituem os olhos.
– Deutocérebro: Local onde estão situadas as estruturas que irão constituir o par de antenas.
– Tritocérebro: Possui relação com a parte restante da estrutura corporal do animal.

Além de um bem estruturado sistema nervoso, os artrópodes quilópodes possuem um sistema circulatório que conta com uma estrutura chamada óstia, que atua como o coração desses animais. Sendo assim, o sangue que circula no interior do corpo dos quilópodes passa pela óstia, em seguida é conduzido para a região da cabeça, é levado para as câmaras de armazenamento e, por fim, é conduzido para os sinais pericardiais e depois retorna para a óstia.

Vale salientar que os artrópodes quilópodes contam com um par de óstias.

O sistema de reprodução dos artrópodes quilópodes é do tipo sexuado. Após a cópula, as fêmeas depositam os seus ovos em um ninho, depois os protegem e o aguardam até eles serem chocados.

É possível citar cinco ordens de artrópodes quilópodes. São elas:

– Craterostigmomorpha
– Lithobiomorfa
– Scutigeromorpha
– Scolodenpromorpha
– Geophilomorpha

A ordem Lithobiomorpha é composta pelas lacraias e Geophilomorpha é constituída pelas centopeias.

As centopeias são artrópodes quilópodes que possuem de 15 a até 190 pares de patas. Tais animais possuem pinças que liberam toxinas, capazes de afugentar predadores. O tamanho médio das centopeias chega a ser no máximo 20 centímetros, sendo que a maioria dessa espécie possui hábitos noturnos.

Já as lacraias são artrópodes venenosos, embora não seja um veneno nocivo para os humanos.
Algumas lacraias chegam a atingir 50 centímetros e habitam todos os continentes.