Ascaridíase, Ancilostomíase e Ancilostomídeos: Ciclo de Vida, Transmissão e Causadores


Ascaridíase, Ancilostomíase e Ancilostomídeos

Ascaridíase
É uma doença verminose, que afeta o intestino humano, causada pela contaminação de um parasita da espécie Ascaris lumbricoides, pertencente à família Ascarididae. Eles são conhecidos popularmente por lombrigas ou bichas – nada mais são do que aqueles vermes em forma cilíndrica e cumpridos. cilíndricos e com extremidades afiladas, principal¬mente na extremidade anterior.
A sua contaminação ocorre quando há ingestão dos ovos presentes em solo, água ou alimentos contaminados.
Os ovos se abrem no intestino e de lá saem larvas que penetram na parede intestinal, caindo na corrente sanguínea. Isso pode fazer com que as larvas atinjam outros órgãos e afetem o parasitário de outras maneiras. Com o tempo, essas larvas se tornam adultas, reproduzem e seus ovos são eliminados com as fezes, contaminando, novamente, a água e o solo.

Ancilostomíase
A ancilostomose é uma helmintíase causada por dois vermes: o Ancylostoma duodenale e o Necatur americanus.
São vermes muito pequenos, de 1 a 1,5 cm, presentes em solos contaminados. Eles podem ser ingeridos ou, pelo contato, as larvas podem penetrar na pele. Seu ciclo é semelhante ao do Ascaris lumbricoides, pois os vermes se reproduzem dentro no corpo do ser humano e, assim, seus ovos são liberados com as fezes, contaminando, novamente, águas e solos.
A doença também é conhecida “amarelão”, pois seus infectados ficam com a pele pálida, amarelada. Esse feito ocorre, porque os passam a viver do intestino do indivíduo, rasgando as paredes intestinas e sugando o seu sangue. Assim, os pacientes com a doença podem ficar anêmicos e desencadear hemorragias.
A pessoa se contagia ao manter contato com o solo contaminado por dejetos. As larvas filarioides penetram ativamente através da pele (quando ingeridas, podem penetrar através da mucosa). As larvas têm origem nos ovos eliminados pelo homem.

Ancilostomídeos
A família dos ancilostomídeos, a Ancylostomatidae, é uma das mais abundantes de Nematodas. no Brasil, temos os Ancylostoma e Necator, infectando entre 23 e 24 milhões indivíduos.