Bactérias: Classificação, Estrutura, Metabolismo, Importância e Reprodução


Bactérias: Classificação, Estrutura, Metabolismo, Importância e Reprodução

As bactérias (reino Monera) são organismos microscópicos que costumam medir de 2 a 5 micrômetros de comprimento. São facilmente adaptáveis, capazes de viver em condições extremas de altitude, profundidade e temperatura.

São classificadas de acordo com o seu metabolismo:

a) Fotoautotróficas: produzem o próprio alimento tendo a luz como fonte de energia e o gás carbônico como fonte de carbono;

b) Fotoheterotróficas: utilizam a luz como fonte de energia, mas não convertem o gás carbônico em moléculas orgânicas;

c) Quimioautotróficas: produzem o próprio alimento e sua fonte de energia são as reações de oxidação de compostos inorgânicos;

d) Quimioheterotróficas: usam moléculas orgânicas absorvidas dos alimentos como fonte de energia e carbono.

Estrutura e reprodução

As bactérias são formadas por uma única célula (unicelulares), e sua estrutura celular é bastante simples. A maioria delas conta com uma parede externa, constituída principalmente por peptideoglicano, cujas funções são proteger e manter a forma da célula. Alguns organismos também possuem uma cápsula polissacarídica que envolve essa parede.

Outra característica desses organismos é que o seu material genético fica disperso no citoplasma, por isso eles são classificados como procariontes. As bactérias também possuem membrana plasmática, pili (microfibrilas proteicas), ribossomos (produção de proteínas), nucleóide (única grande molécula de DNA), plasmídeos (moléculas adicionais de DNA), citoplasma, fímbrias (fixação em superfícies) e flagelos (estruturas de locomoção).

A reprodução das bactérias pode ser assexuada (maioria das espécies) ou por recombinação genética. No primeiro caso, conhecido como divisão binária, cada organismo se divide gerando duas bactérias idênticas, sem alterações em seu material genético. Por ser um processo extremamente rápido, a população de bactérias cresce muito em algumas horas.

Já no segundo processo, novos indivíduos são formados com características genéticas diferentes, seja por transformação (absorção de DNA do ambiente), transdução (transferência indireta de DNA) ou conjugação (transferência direta de uma bactéria doadora para uma receptora por meio do pili sexual).

Importância das bactérias

Embora muitas espécies sejam causadoras de doenças, tanto nos humanos quanto nos animais, algumas delas têm grande importância ecológica. É o caso das bactérias fixadoras que convertem o nitrogênio em compostos úteis para as plantas; outras atuam na decomposição do lixo e podem ser úteis em processos de biorremediação de ambientes.

Além disso, muitas bactérias são utilizadas na produção de alimentos fermentados, como queijos, iogurte, coalhadas, vinagre, vinho, salsicha, leite, dentre outros.