Baleia Jubarte


O nome científico da baleia jubarte é Megaptera Novaengliae. Alguns pesquisadores acreditam que o nome dela significa “grandes asas” e outros que significa “ Nova Inglaterra”, que é o lugar onde ela foi avistada pela primeira vez. Ela também é chamada de baleia cantora, baleia preta, baleia xibarte, baleia bossa e até baleia corcunda. Muitos destes nomes se referem ao canto, que os machos fazem para atrair as fêmeas na época do acasalamento. A baleia jubarte é um mamífero que vive nos mares e é da ordem dos cetáceos.

A baleia jubarte está presente em todos os oceanos do mundo. Elas são imensas. Uma baleia jubarte macho chega a 16 metros de comprimento e uma fêmea alcança até 17 metros. A maior baleia desta raça já encontrada tinha 19 metros. O peso médio de um exemplar é de, aproximadamente, 40 toneladas.

Baleia

Elas possuem traços físicos que facilitam o seu reconhecimento, como por exemplo a parte superior do corpo totalmente negro e a barriga branca. A região da cabeça da baleia jubarte, bem como a parte inferior da mandíbula, é coberta por tubérculos cefálicos ou dérmicos, que são na verdade folículos pilosos (estruturas que produzem pelos).

A cauda da baleia jubarte possui manchas brancas e pretas visíveis quando o animal se movimenta e submerge na água, e os desenhos únicos criados por suas barbatanas também facilitam sua identificação. Quando uma baleia jubarte submerge, ela é capaz de expulsar o ar que estava nos pulmões formando uma nuvem de água e ar que chega a até 3 metros de altura e podem viver até 60 anos.

Onde vivem as baleias jubarte

Elas moram nos oceanos do mundo todo, do hemisfério norte ao hemisfério sul. Elas costumam migrar próximo às margens da zona costeira e por isso mesmo acabaram se tornando presas fáceis para mercadores baleeiros durante os séculos XIX e XX, o que quase acabou levando a espécie à extinção. Pesquisadores acreditam que na década de 60, havia no mundo todo somente algumas centenas de baleias.

Alguns dos motivos pelos quais as pessoas caçam baleias são:

* Alimentação
* Aquecimento e iluminação através do seu óleo
* Fabricação de cordas
* Fabricação de cosméticos
* Fabricação de medicamentos

Foi por isso que em 1964 ela se tornou uma espécie protegida e sua caça foi proibida. Primeiramente, somente no hemisfério sul e mais tarde no mundo todo. Últimas pesquisas revelam que existem cerca de 15 mil baleias, cerca de somente 10% da quantidade total que deveria existir destes animais.

A baleia jubarte também vem para Brasil, entre os meses de julho e novembro, a fim de se reproduzir nas águas quentes dos trópicos. A gestação dura de 11 a 12 meses e o bebê costuma nascer nas áreas mais frias e geladas dos polos. Quando o filhote está forte o suficiente e desmamado, a baleia jubarte faz a migração de volta às águas mais quentes.

Um dos comportamentos mais interessantes e marcantes da baleia jubarte é seu salto. Elas são capazes de projetar até 2/3 do seu corpo para fora da água, sem dificuldades. Existem muitas teorias a respeito do motivo pelo qual elas saltam. Acredita-se que o som causado pelo impacto do corpo na água seja uma forma de comunicação entre as baleias, um jeito de chamar atenção dos animais do grupo ou até uma forma como o macho chama a atenção de uma fêmea.

As fêmeas também saltam, geralmente brincando com seus filhotes, gerando uma visão muito bonita. Neste caso acredita-se que se trata de um exercício para fortalecer a musculatura e coordenação motora, ou somente uma brincadeira que visa o aprendizado do filhote.

São animais bastante curiosos e não costumam ter medo dos seres humanos. É muito comum observar baleias jubarte se aproximando de barcos e navios, nadando ao seu redor e por isso a observação destes animais é uma forma agradável e diferenciada de se fazer turismo, em diversas partes do mundo.

Alimentação

Elas se alimentam de krill e outros peixes. Os grupos de baleia jubarte utilizam diferentes técnicas de pesca, sendo que uma da mais conhecidas é a rede de bolhas. Elas também pescam em grupos, mergulhando de forma sincronizada. Outra forma que as baleia jubarte utilizam para se alimentar é bater a cauda com força na água a fim de atordoar o cardume e facilitar a captura.

A forma de pesca através de bolhas do ar inspirou biólogos português que desenvolveram métodos de pesca que não utilizam redes e somente bolhas.

O canto da baleia

Uma das características mais marcantes desta espécie de baleia é seu canto. Elas possuem um canto diferenciado, longo e complexo. Elas são capazes de cantar durante horas seguidas, alcançando padrões de notas bastante graves e repetindo as sequências de forma organizada e coerente. O canto da baleia vai evoluindo conforme ela vai ficando mais velha e ela nunca repetirá a mesma frequência de notas, mesmo depois de muitos anos. A baleia jubarte canta somente durante a época de acasalamento e acredita-se que é uma das principais formas de atrair os parceiros.