Características, Classificação e Função dos Órgãos Reprodutivos dos Vegetais (Flor, Fruto e Semente)


Características, Classificação e Função dos Órgãos

A natureza se adaptou de tal forma ao nosso meio ambiente que proporcionou um dos espetáculos mais belos da natureza: a reprodução dos vegetais. No artigo de hoje você vai conferir como funciona e quais são os órgãos responsáveis por essa função. Veja a seguir!

Flor

A flor está presentes nos últimos vegetais da escala da evolução: as angiospermas e as gimnospermas. Quando bissexuadas, as flores apresentam órgão sexual masculino, formado pelo androceu, e o órgão sexual feminino, formado pelo gineceu. Quando unissexuadas, as flores apresentam apenas um aparelho sexual. Há também a classificação referente à planta, onde as que abrigam os dois sexos no mesmo vegetal são chamadas de plantas monóicas. Já as que possuem cada sexo em uma planta separada são chamadas de dióicas.

A função do androceu é produzir o grão de pólen para a fecundação do ovário. Ele está divido em 3 partes: antera, caixas guardadoras de pólen, conectivo, local onde o filete e a antera se encontram, e filete, espécie de haste que sustenta a antera.

Já o gineceu, aparelho feminino, espera o pólen chegar ao ovário para assim dar origem ao fruto. Assim como o androceu, possui 3 partes básicas: estigma, local por onde o grão de pólen entra, estilete, espécie de tubo conectando o estigma ao ovário, e ovário, órgão que se transformará em frutos. Além disso, seus óvulos posteriormente se transformarão em sementes que darão continuidade a esse ciclo da natureza.

Fruto

O fruto, como dito acima, é desenvolvido a partir do ovário, quando esse recebe estímulos hormonais enviados pela semente que está se formando. Alguns frutos podem se desenvolver sem a presença desses estímulos da semente, tais como o limão-taiti, a banana, laranja baiana, entre outros.

Semente

Com a divisão do zigoto, a semente começa a se desenvolver. O tecido que nutre o seu crescimento é o endosperma, onde ela está mergulhada. Também temos o pericarpo envolvendo a semente, esse tecido posteriormente vai se desenvolver até gerar o fruto.