Classificação, Tipos Celulares e Características dos Poríferos


Tipos Celulares e Características dos Poríferos

Os poríferos, mais conhecidos como esponjas ou espongiários, são animais invertebrados aquáticos, do filo Porifera. Eles recebem esse nome pela presença poros pelo corpo. Permanecem fixos no solo aquático, em rochas ou corais, e possuem as mais variadas formas, tamanhos e cores – normalmente são encontrados em forma de vaso ou tubo.

Podem ser encontrados em água doce ou salgada. E eles não respondem a estímulos externos, já que são formados por duas camadas de células, mas que não chegam a constituir tecidos, e não possuem órgãos ou sistemas. Eles se alimentam por meio da filtragem da água que os circundam, que são inaladas pelos poros ao redor do corpo.
Se reproduzem por fragmentação, brotamento ou gemulação. Também realizam reprodução sexuada por meio de células reprodutoras. Os espermatozoides são lançados e penetram em outra esponja, por meio dos poros, fecundando um óvulo. Forma-se um zigoto, que nada até se fixar, dando origem a outra esponja.

Tipos Celulares
Pinacócitos: células achatadas responsáveis por revestir a parte externa do corpo das esponjas, é como se fosse sua “pele”.

Coanócitos: células flageladas, responsáveis pela circulação da água na esponja e pela digestão intracelular.

Mesênquima: substância gelatinosa na qual ficam células livres, os chamados amebócitos, e as espículas.

Porócitos: células tubulares que possuem um furo no centro, os chamados poros.

Miócitos: células alongadas e flexíveis, que formam o esfíncter dos poros.

Amebócitos: células livres. Elas ficam no mesênquima e possuem movimento ameboide, realizando funções de secreção, digestão, formação reprodutiva e distribuição de alimento.

Classificação
Existem três tipos de esponjas.
Áscon: são esponjas mais simples. São cilíndricas, ocas e com uma abertura na parte superior, o chamado o ósculo.

Sícon: são esponjas com uma complexidade intermediária. Se assemelham a um vaso que fica fixo ao substrato aquático.

Lêucon: é a forma de esponja mais complexa encontrada. Apresenta canais de câmaras e um rico sistema interno.