Clonagem Animal


Clonagem é a formação de seres geneticamente idênticos. É um método de reprodução assexuada que ocasiona a conquista de réplicas geneticamente idênticas de um mesmo ser vivo, seja vegetal, animal ou micro-organismo.

A reprodução sexuada é um processo característico dos organismos formados somente por uma célula ou por uma grande quantidade de células, quase sempre submissos ao ambiente onde habitam e muito frágeis as suas alterações.

Clonagem na biologia é o método de criação dos habitantes na execução de seres geneticamente iguais, que acontece na natureza no momento que as espécies como, os insetos, plantas e bactérias se originam assexuadamente. Já em biotecnologia, clonagem significa os métodos utilizados para gerar réplicas de pedaços de DNA que recebe o nome de Clonagem molecular, organismo ou células denominado de Clonagem Celular. Porém, usualmente, essa expressão descreve a geração de diversas réplicas de um objeto, como o software ou os meios digitais.

Clonagem

O termo clone foi inserido no idioma inglês no começo do século XX. Tem origem na palavra grega klón, que significa broto de um vegetal.

Clone é um grupo de células geneticamente iguais que descendem de uma célula primitiva, podendo geral um número imenso de espécies idênticas entre si. Além disso, indicam os seres, julgados pelo público em geral, consequências da reprodução assexuada de somente uma maneira inicial especifica. É também a cópia fiel de um gene conseguido por meio da engenharia genérica em um seguimento de ácido desoxirribonucleico.

A clonagem não é um processo congênito de todos os seres gerados por meio da reprodução assexuada, como o que acontece com as bactérias dos seres unicelulares. A clonagem congênita, inclusive, pode acontecer em mamíferos como, por exemplo, em gêmeos univitelinos e no tatu. Em ambos os caos, apesar de ocorrer reprodução sexuada na geração dos ovos, os descendentes iguais originam-se por meio do método assexuado de separação celular.

Os seres derivados da clonagem apresentam, usualmente, o mesmo genótipo, ou seja, o mesmo gene ou herança genética.

Tipos de Clonagem

Existem três tipos de clonagem: clonagem induzida, clonagem reprodutiva e clonagem terapêutica.

A clonagem induzida é produzida por meio de um método onde é extraído o núcleo de uma célula e a membrana de um óvulo. Após a união desses dois é inserido em uma barriga de aluguel ou barriga solidária, para realizar a clonagem terapêutica. A clonagem induzida artificialmente é outro procedimento da engenharia genética usada em animais e vegetais, vinculado a estudos científicos. Nessa situação, a expressão destina-se a uma maneira de reprodução assexuada feita em laboratório, de aspecto artificial, apoiada somente em uma herança genética.

Já a clonagem reprodutiva usa o transporte do núcleo da célula somática. Esse método foi usado durante muitos anos pelos cientistas para clonar animais por meio das células do embrião. A célula somática utilizada é inserida na célula retirada do animal no momento seguinte a ovulação. Antes de inserir a célula somática, o pesquisador tira os cromossomos que englobam os genes para continuarem funcionando na informação hereditária da célula receptora.

Após a inserção da célula somática, as duas se unem. Eventualmente, a célula resultante da união iniciará a função de um embrião comum, gerando os descendentes, situando-se no útero da mãe solidária para um melhor desenvolvimento.

Por fim, a clonagem terapêutica é um método do qual as fases iniciais são iguais a clonagem para propósitos reprodutivos, porém, diferenciam-se no caso da blástula não ser inserida no útero, essa é usada em laboratório para a geração de células estaminais com a finalidade de gerar órgãos ou tecidos usados em transplantes. Esse método tem como finalidade gerar réplica sadia do órgão ou tecido de um ser enfermo para transplante. As células troncos embrionárias são especialmente marcantes por serem multifuncionais, ou seja, podem ser utilizadas em diversos modelos de células.

Vantagens e Desvantagens

Vantagem

– acaba com os problemas estéticos pós-cirúrgicos;

– rejuvenescimento;

– pode inverter ataques cardíacos;

– os canais inférteis poderiam ter filhos;

– as mulheres com risco a ter Síndrome de Down podem evitar essa doença;

– podem-se clonar rins e fígados para transplantes;

– cura da Leucemia;

– a cura de vários cânceres;

– os tetraplégicos poderiam voltar a andar;

– pode-se ser usar para testar a cura de doenças genéticas;

– as espécies que estão ameaçadas de extinção podem ser salvas.

Desvantagem

– prejudica a individualidade;

– falta de variabilidade genética;

– envelhecimento precoce;

– grande número de anomalias;

– apresenta baixo índice de fertilidade, devido à tecnologia mal desenvolvida;

– descriminação dos clones pela sociedade;

– problemas psicológicos desconhecidos apresentados pelos clones;

– pode auxiliar no crescimento da população mundial, porém, se a clonagem começar a ser feita os recursos naturais da terra poderão acabar ainda mais rápido, uma vez que terão mais pessoas e os recursos continuaram ou iram diminuir a quantidade.