Elementos Químicos na Célula: Água, Glicídios, Carboidratos, Oligossacarídeos, Polissacarídeos e Amido


Elementos Químicos na Célula

As células têm componentes químicos inorgânicos, como a água e os sais minerais, e também possuem os orgânicos (ácidos nucleicos, carboidratos, lipídeos e proteínas). Vamos conhecer alguns desses componentes.

Água

A água é um dos elementos químicos mais fundamentais para os organismos vivos, tanto que é o elemento celular mais abundante. As células possuem 75% a 85% de água.

A água é uma molécula polar, é um ótimo meio de dissolução ou solvente e é essencial para os processos digestivos. A maioria das reações químicas das células acontece onde há água.

As ligações de hidrogênio ou pontes de hidrogênio estão relacionadas às mais relevantes propriedades da água, como a tensão superficial, que é a coesão entre moléculas da superfície; a capilaridade: penetração em espaços reduzidos; o calor específico elevado: absorção de grande quantidade de calor sem a elevação da temperatura das moléculas; e a capacidade solvente.

Carboidratos

Os carboidratos também são conhecidos como glicídios ou açúcares. São moléculas compostas por átomos de carbono, oxigênio e hidrogênio. A principal função desses açúcares é fornecer energia, mas também ajudam a formar as estruturas celulares e os ácidos nucleicos.

Os açúcares mais simples que podem ser encontrados nas células são os monossacarídeos. Essas moléculas dão origem aos polissacarídeos. Polissacarídeos são moléculas grandes compostas pela união de centenas de monossacarídeos.

Alguns tipos de polissacarídeos são: amido, glicogênio e celulose. O amido é uma reserva energética presente nas plantas e algas, ou seja, faz parte das células vegetais.

A celulose também é encontrada nas células vegetais. A molécula dá rigidez e resistência. O glicogênio está presente nas células animais e é responsável por armazenar energia.

Já os oligossacarídeos estão unidos aos lipídeos e proteínas na membrana plasmática. Fazem parte dos glicolipídeos e das glicoproteínas. São formados a partir da união de dois a seis monossacarídeos.