Família Verbenaceae


A família Verbenaceae é bastante ampla, formada por muitas plantas, árvores, arbustos e ervas, a maior parte deles tropicais. Conhecidas também como verbenáceas, a família é composta por aproximadamente 34 gêneros e 1.175 espécies. Os membros mais famosos são conhecidos por terem plantas com flores pequenas. Sua classificação científica é:

* Reino: Plantae;
* Divisão: Magnoliophyta;
* Classe: Magnoliopsida;
* Ordem: Lamiales;
* Família: Verbenaceae.

verbenaceae

A verbenaceae não possui ancestral comum e sua única subfamília, a Verbenoideae, abrange 36 gêneros e, mais ou menos, 1.200 espécies. A família existe principalmente em áreas tropicais e subtropicais. Como a maior parte dos membros se concentra em clima tropical, no Brasil há uma enorme quantia dessas plantas. Estima-se que pelo menos 14 gêneros existem em solo brasileiro. O maior gênero existente é o Verbena, que possui cerca de 250 espécies, e o segundo maior é o Lippia, com 200 espécies. É possível encontrá-las dentro da natureza sob as mais variadas formas, como ervas, árvores, lianas e arbustos.

Diversas espécies de Verbenaceae possuem óleos essenciais que são produzidos em seus tricomas secretores. Eles são ricos em mono e sesquiterpenos, o que faz dos exemplares excelente matéria-prima para produção de ativos antibacterianos e antifúngicos.
O uso popular das espécies é muito frequente em países da América do Sul, incluindo o Brasil. O gênero Lippia, por exemplo, é utilizado para tratar infecções de vias nasais superiores, visando curar coriza e catarro. A infusão feita de flores e raízes é aplicada em doentes com problemas digestivos, dores de cabeça e dores musculares.

As folhas e flores da Aloysia são usadas na preparação de uma infusão que serve para tratar dores de estômago, inchaços, náuseas e vômitos. Em algumas regiões, como no norte da Argentina, é utilizada com erva-mate na preparação do tererê. De outras Aloysias são extraídos os galhos e as folhas para serem usados em bebidas para a digestão, dores de estômago e palpitações cardíacas.

Além do uso na medicina popular, a família Verbenaceae possui uma grande importância no mercado. Produtos diversos podem ser feitos com suas plantas. As espécies ornamentais são usadas e cultivadas em decoração natural de diversos ambientes, bem como no paisagismo. Em produtos de higiene pessoal, como sabonetes e hidratantes, é frequente a utilização de espécies do gênero Verbena. O motivo do uso dessas plantas é que elas fazem com que o produto dê maciez à pele.

As espécies também são utilizadas como matéria-prima para a fabricação de chás, como o de erva-cidreira brasileira, um calmante bastante consumido no Brasil. Entre as espécies mais utilizadas em chás estão a Lippia e a Priva. Mesmo sendo usadas em grande escala em diversos mercados, muitas espécies ainda não são inteiramente conhecidas em seus aspectos estruturais e de secreção dos tricomas secretores. Porém, cada vez mais há interesse na pesquisa e no aprofundamento do estudo. Hoje, alguns gêneros, como a Lippia, possuem mais trabalhos relacionados do que outros, mas a tendência é que a academia, em breve, possua conteúdo aprofundado sobre todos os gêneros.

Características presentes na família Verbenaceae

Veja algumas características que distinguem a família:

* Na epiderme vegetal, é possível encontrar tricomas glandulares ou tectores.
* As folhas têm formas variadas, podendo ser opostas, verticiladas, inteiras ou lobadas dependendo da espécie.
* As flores são bissexuais e possuem simetria zigomorfa.
* É possível que suas inflorescências sejam politélicas, ou seja, cimeiras com um par de flor.
* As sépalas dos cálices são unidas e aparentemente demonstram ter quatro lobos na corola, ainda que, na realidade, possuam cinco. O que explica isso é a união de seus lobos.
* A camada mais exterior do grão do pólen possui maior espessura nos arredores da abertura polínica.
* A flor possui a característica de ser hipógina. Isso se deve ao seu ovário, que é súpero e sincárpico, possuindo, na maioria das vezes, dois lóculos.
* Há dois óvulos para carpelo, o que classifica a placentação como do tipo axilar.
* Em sua constituição, existe o disco nectarífero. Porém, isso não é regra, pois muitas espécies de verenáceas podem não apresentar essa característica.
* Em relação aos frutos, possuem 1 a 4 caroços, ou são esquizocárpicos. Sua constituição é carnosa do tipo drupa.
* Nas pétalas encontramos 4 estames, sendo dois pequenos e dois grandes.
* No topo da planta se localiza o estilete, porém, é extremamente difícil percebê-lo.
* A polinização das flores acontece com ajuda de moscas, abelhas e vespas. Já a dispersão dos frutos ocorre de variadas formas. Pássaros ajudam no processo do tipo drupa, e os outros frutos são dispersos com o auxílio do vento ou com a ajuda de outros animais.

Gêneros da família Verbenaceae

Veja a lista de todos os gêneros da família:

* Acantholippia
* Aloysia
* Bouchea
* Baillonia
* Castelia
* Casselia
* Citharexylum
* Chascanum
* Coelocarpum
* Dipyrena
* Diostea
* Duranta
* Glandularia
* Hierobotana
* Junellia
* Lantana
* Lampaya
* Lippia
* Neosparton
* Nashia
* Parodianthus
* Priva
* Petrea
* Rhaphithamnus
* Recordia
* Rehdera
* Stachytarpheta
* Stylodon
* Tamonea
* Urbania
* Verbena
* Verbenoxylum
* Xolocotzia
* Xeroaloysia