Fotossíntese: Etapa Fotoquímica e Origem do Oxigênio


Fotossíntese

A fotossíntese é um processo físico-químico capaz de transformar energia solar em energia química. Só os clorofilados e autótrofos são capazes de fazê-la por possuírem os cloroplastos, cuja principal representação e mais conhecida é a clorofila. A clorofila e os outros pigmentos fotossintéticos agem como uma espécie de antena para receber a energia solar, para então dar sequência a todas as etapas.

Os cloroplastos possuem uma relativa autonomia no interior de cada célula vegetal, já que possuem seu próprio sistema genético. Em seu interior há o estroma, membranas externas e internas com base proteica com Ribossomos, DNA e RNA.

As etapas da fotossíntese

A transformação de gás carbônico em oxigênio através da fotossíntese é vital para o ser humano e também para manter o equilíbrio da natureza. Apenas organismos clorofilados e autótrofos, que incluem plantas, algas e cianobactérias são capazes de realizar o fenômeno da fotossíntese.

A água e o gás carbônico são extraídos da atmosfera, sofrem uma síntese de carboidratos e formam o oxigênio, que logo é liberado ao fim do processo. Isso ocorre pela presença da clorofila e da luz solar recebida, que os converte em hexose. Na verdade, o processo inverso também ocorre, mesmo que em menor proporção: a planta consome o oxigênio da atmosfera e o libera em forma de gás carbônico quando não há a presença de luz solar.

Esse processo é dividido em fase fotoquímica ou clara, e fase química ou escura. Na fase clara as moléculas são oxidadas pela luz recebida do sol, para a produção de elétrons, enquanto a clorofila absorve essa luz recebida. A oxidação é reduzida pela ferredoxina e a energia dos elétrons é reduzida pela síntese de ATP e transferida para a clorofila.

A fotossíntese acontece de fato nos tilacóides de cloroplastos, que utiliza pigmentos para absorver a luz e agem como uma espécie de antena. Ao absorver essa luz recebida, a clorofila ajuda a estabelecer o fluxo de moléculas, com apoio de complexos de fotossistemas, que são proteínas.

Na fase escura a enzima rubisco transforma a ribose em fosfoglicerato, que é reduzido para gliceraldeído e uma parte dele é direcionada para formar açúcar e outra para regenerar as enzimas danificadas. Como é realizada na ausência de luz, os cloroplastos incorporam os átomos de carbono e transformados em oxigênio.