Hipótese Heterotrófica e Autotrófica sobre a Origem da Vida e Principais Teóricos


Hipótese Heterotrófica e Autotrófica

Como surgiu a vida no Planeta Terra? Como os primeiros seres vivos foram criados? Existem duas linhas de pensamento que tentam explicar um dos grandes mistérios da humanidade e que são as mais aceitas até os dias atuais: a hipótese heterotrófica e a hipótese autotrófica.

1 Hipótese Heterotrófica
Esta hipótese é considerada a linha de pensamento mais aceita para explicar a origem da vida na Terra. De acordo com ela, os organismos se desenvolveram a partir de substâncias inorgânicas que estavam presentes no planeta durante seu processo de formação, desde o Big Bang até à chamada “Terra primitiva”.

Nesse período, o planeta sofreu intensas transformações, como resfriamento da crosta terrestre e erupções vulcânicas constantes, e a atmosfera primitiva era composta basicamente por vapor de água, metano, amônia, gás hidrogênio e gás carbônico .

A partir da combinação das substâncias inorgânicas primitivas com descargas elétricas e incidência de raios ultravioletas, foram criados os aminoácidos primitivos. Ao entrar em contato com a superfície, começaram a reagir e formar cadeias polipeptídicas. A água da chuva arrastou essas cadeias para os mares primitivos, quentes e rasos, onde foram criados os caldos nutritivos

Nessas características, foi possível o surgimento dos primeiros compostos orgânicos, que se uniram para a formação de proteinóides ou coacervados, um conjunto de moléculas orgânicas isoladas do meio. Os processos bioquímicos que aconteceram posteriormente permitiram a criação de estruturas mais complexas, como células e tecidos, até a formação dos primeiros seres vivos.

Entre os principais teóricos da hipótese heterotrófica, destacam-se:

– Friedrich Wöhler (1800-1882): em um de seus principais experimentos, conseguiu produzir ureia a partir de compostos inorgânicos

– Harold Urey (1893-1981) e Stanley Miller (1930-2007): realizaram um experimento em que criaram um ambiente muito parecido com a Terra primitiva.

– Oparin (1894-1980): realizou experimentos logo após a descoberta da composição química da atmosfera dos outros planetas do Sistema Solar.

2 Hipótese Autotrófica
Alguns cientistas acreditam que os seres vivos provavelmente não surgiram nesses mares primitivos, já que a Terra era muito instável na época, o que seria um ambiente inóspito para o crescimento e desenvolvimento de qualquer tipo de vida.

Na década de 1970, cientistas descobriram nas profundezas oceânicas as chamadas fontes termais submarinas. Nesses lugares, existe uma grande quantidade de gases quentes e sulfurosos que saem das aberturas dos assoalhos marinhos. A partir disso, alguns teóricos formularam a hipótese de que os primeiros seres vivos teriam surgido nesses ambientes, considerados mais protegidos.