Infecção x Inflamação


O termo infecção é muito conhecido pela maioria das pessoas. Inclusive, quando vamos ao médico e estamos com alguma doença que seja causada por vírus e bactérias, significa que estamos lidando com infecções.

Infecção x Inflamação

Diferente do que muitos pensam, infecção e inflamação são duas coisas bem diferentes e, portanto, não são sinônimas. Você pode ter uma inflamação sem necessariamente estar sofrendo de um processo infeccioso.

Por exemplo, estar com a garganta inflamada pode ser consequência de poluição e ar seco e nesse caso você está com uma inflamação.

Agora, se apresentar febre e placas na garganta, significa que a inflamação é causada por uma bactéria, que é um agente infeccioso. Então há infecção bacteriana e inflamação como consequência disso.

O que é infecção

Um quadro infeccioso é caracterizado quando há a presença de um agente externo que invade o corpo e passa a se reproduzir, de forma a tomar o espaço.

Bactérias, vírus, protozoários e fungos são exemplos de agentes infecciosos que podem vir a causar infecções em nosso corpo.

No momento em que esses microrganismos invadem nosso organismo, imediatamente nossas defesas começam a agir, de forma a combater essa invasão, no caso a infecção.

É normal então o aparecimento de febre, mal-estar, cansaço, tosse, pus e outros sinais que indicam que o corpo está tentando vencer uma batalha contra algo que está tentando invadir seu espaço.

Dentre as principais doenças causadas por infecção estão:

• Amigdalites
• Faringites
• Laringites
• Micoses
• Gripe
• Sarampo
• Catapora
• Tuberculose
• Infecção urinária
• Candidíase

Vale relembrar que para serem consideradas infecções, as doenças precisam ser causadas por:

• Vírus
Bactérias
• Protozoários
• Fungos

As infecções também costumam ser contagiosas e podem ser transmitidas facilmente de um indivíduo a outro. Dentre as principais formas de contágio estão:

• Ar

Muitos vírus estão no ar em que respiramos. Como é o caso do vírus da gripe. Tanto que em épocas de maior risco da doença é recomendado manter os ambientes sempre bem arejados para evitar o contágio.

• Contato com alguém doente

Entrar em contato com alguém doente também é uma forma comum de se adquirir uma infecção. Principalmente quando falamos de doenças altamente contagiosas, como sarampo e catapora, por exemplo.

• Aumento da população de um microrganismo já presente no corpo

Algumas infecções são causadas por uma pequena mudança em nosso corpo, que faz com que a população de determinado fungo ou bactéria que vive ali aumente muito rapidamente.

Isso é muito comum no caso das infecções urinárias, que geralmente são causadas pelo aumento das bactérias já presentes no corpo e da candidíase, causada pelo aumento da população de fungos que também vivem em nosso organismo.

• Contato com alimentos ou água contaminados

Os alimentos podem ser a fonte causadora de uma infecção. Quando algo está estragado ou não foi lavado corretamente pode estar carregando alguns microrganismos, como bactérias e protozoários.

• Hospitais

Hospitais de clínicas médicas são ambientes propícios para se pegar algumas doenças. Principalmente aquelas causadas por vírus e bactérias. A infecção hospitalar é comum nesse ambiente.

• Queda da imunidade

Outra forma muito comum de adquirir infecções é quando há queda na imunidade. Nesses casos geralmente são as doenças oportunistas que aparecem, se aproveitando dessa baixa nas defesas do organismo.

• Consequência de outras doenças ou de uma inflamação

Infecções podem também ser adquiridas como consequência de outras doenças que não foram curadas corretamente ou que não apresentaram sintomas e estão ligadas a queda da imunidade.

Você pode ter um resfriado leve, que quase não incomode e em seguida, uma semana depois apresentar um quadro de faringite ou sinusite bacteriana.

A primeira doença pode ter causado uma queda na imunidade enquanto a segunda, no caso, causada por bactérias, foi oportunista e se aproveitou desse momento.

O mesmo é válido quando você tem apenas uma inflamação, que pode posteriormente virar uma infecção. Por exemplo, você estava com dor de garganta devido ao ar seco ou a refluxo gástrico e acabou desenvolvendo uma amigdalite em seguida.

Diferenças

Como comentamos no começo desse artigo, infecções são diferentes de inflamações e não devem ser vistas como termos sinônimos.

Uma inflamação pode ser consequência de infecções, ou seja, de doenças causadas por agentes infecciosos, mas o contrário não acontece.

Dentre os exemplos de inflamações temos a sinusite, que pode ter causa bacteriana (e geralmente é consequência de uma gripe mal curada) ou não.

Quando a doença não apresenta febre e não é causada por bactérias dizemos apenas que há uma inflamação nessa região do corpo. Agora se há febre e a presença de outras doenças, como a amigdalite, se torna então uma infecção, já que foi causado por uma bactéria.

Agora você já sabe o que é infecção, quais são os principais agentes que causam o problema e as formas de contágio. Além disso, vimos também que inflamação não tem o mesmo significado de infecções, mas que pode aparecer junto destas.