Infecção


Provavelmente você já deve ter ouvido sobre infecções. Uma infecção pode ser ocasionada por diversos fatores e como consequência causar diversos problemas ao organismo. Existem algumas medidas preventivas que devem ser seguidas para evitar que essa disfunção ocorra. Mas para que você fique mais informado sobre o assunto, nesse artigo, nós vamos discutir todas as características da infecção.

Infecção

Para iniciarmos, podemos descrever melhor o que é a infecção. Quando uma pessoa contrai uma infecção há uma invasão de um organismo hospedeiro. Ele se instala e se multiplica sobre o corpo humano, podendo causar doenças. Uma doença infecciosa corresponde então a distúrbios que foram diagnosticados a partir da presença e da multiplicação de alguns agentes biológicos patogênicos.

Como as infecções são causadas

Mas como esses micro-organismos causam as infecções? Esses agentes infecciosos são seres microscópicos que podem ser vírus, priões ou viroides, bem como podem ser manifestadas por micro-organismos como bactérias, nematódeos e até artrópodes como, por exemplo, piolhos, pulgas, ácaros, carraças e outros macroparasitas. Muitas vezes o hospedeiro desses agentes consegue combatê-los através do seu sistema imunitário. Os mamíferos, por exemplo, reagem à infecção através do seu sistema imune inato que pode envolver casos de inflamação. Geralmente, essa é a resposta do sistema imune adquirido.

Quais são os tipos de infecção

Existem 13 tipos de infecção conhecidos pela ciência. Cada uma delas se manifesta de maneiras diferentes, bem como são causadas por agentes diferentes. Aqui nós vamos listar cada uma delas:

  • Infecção direta- Ocorre quando um indivíduo entra em contato com outra pessoa doente.
  • Infecção Indireta- Disfunção transmitida através de contato com água ou alimentos que estejam infectados.
  • Infecção aérea- Essa é uma das mais comuns. São causadas por agentes que se dispersam pelo ar.
  • Infecção Endógena- Nesse caso, um micro-organismo presente no corpo humano torna-se patogênico.
  • Infecção exógena- É uma infeção provocada por micro-organismos que se concentram no exterior.
  • Infecção Nosocomial- É a infecção causada em ambiente hospitalar.
  • Infecção Focal- Limita-se a uma região do organismo.
  • Infecção Puerperal- Infecção adquirida pela imunidade baixa da mulher pós-parto.
  • Infecção Oportunista- Surge quando a pessoa está com baixa imunidade.
  • Infecção Secundária- Infecção consecutiva causada por um agente da mesma espécie.
  • Infecção Criogênica- Uma infecção que teve uma porta de entrada desconhecida.
  • infecção Séptica- Disseminação dos agentes infecciosos por todo o organismo.
  • Infecção terminal- Infecção grave que pode levar à morte.

Como me prevenir de infecções

Como vimos, a infecção pode se manifestar de diferentes maneiras. Muitas vezes ela pode ser inevitável. Mas há medidas preventivas que podemos realizar em nosso dia a dia para evitar a sua propagação no organismo. Confira algumas dicas:

  • Lave bem as mãos e com frequência. Essa é uma das medidas mais eficazes, já que a infecção pode se originar pelo contato a objetos e outros locais;
  • Cozinhe bem todas os tipos de carne. Muitos micro-organismos infecciosos podem estar contidos em carnes cruas;
  • Limpe locais de fácil manifestação regularmente com desinfetante, como a cozinha e o banheiro.

Com essas pequenas atitudes, infecções de caráter mais agressivas podem ser evitadas.

Qual a diferença entre infecção, infestação e inflamação

Muito se confunde sobre o que é uma infecção, infestação e inflamação. Por isso, vamos explicar que cada uma delas possui algumas distinções.

A infecção origina-se de uma invasão, desenvolvimento e multiplicação de determinado micro-organismo que pode causar diversas doenças. Quando o agente infeccioso ataca o hospedeiro, seu sistema imunológico reponde a invasão com uma série de reações a fim de proteger a região afetada. Tanto que esse processo resulta em inflamações.

Mas precisamos ressaltar que apesar de serem parecidos, infecção e inflamação possuem uma distinção, pois, a inflamação não necessariamente pode ser causada por um micro-organismos.

Podemos citar como exemplo a sinusite. Ela origina-se através de uma inflamação dos seios da face que não é causada por um patógeno, portanto não pode ser considerada uma infecção. Já a caxumba, que resulta em uma inflamação das glândulas salivares é causada pela invasão do vírus Rubulavirus.

Para explicarmos melhor, a inflamação tem como característica causar um aumento na temperatura do local afetado. As inflamações também podem ser causadas a partir do contato com produtos cáusticos, venenos, dentre outras exposições do nosso corpo. Geralmente as inflamações ocasionam dores, inchaço ou até perda da função. Ela pode ser reversível naturalmente ou não, pois depende muito de cada caso.

A infestação também é um termo que gera dúvidas. Mas ela consiste na proliferação e ação de determinados parasitas que se estabelecem na pele ou em seus apêndices. Porém existem algumas divergências quanto ao termo. Mas de fato, quando há uma infestação de agentes na pele, pode ocasionar uma inflamação dos vasos linfáticos que tem como consequência uma hipertrofia do local adequado.