Resumo do Reino Animalia


O reino Animália, chamado também de reino Animal é aquele estudado pela Zoologia, uma das grandes vertentes da Biologia, envolvendo todos os animais.

Uma das características mais marcantes dos animais, por sua vez, é que todos eles são pluricelulares, além de eucariontes e heterotróficos. Isso os difere, por exemplo, do Reino Vegetal, capaz de produzir os seus próprios alimentos para o consumo. Enquanto isso, o reino animália obtém os seus alimentos por meio da ingestão dos nutrientes presentes em nosso meio.

Outra coisa que diferencia esse reino das plantas é o fato de que eles podem se locomover com facilidade, e por conta disso, são facilmente distribuídos nos mais variados tipos de ambientes. É unicamente no reino animal que podemos encontrar também os tecidos tanto nervosos quanto musculares, e grande parte deles se reproduz de maneira sexuada.

Reino Animalia

Principais características do Reino Animal

Algumas das características mais importantes sobre o reino animalia são: ele é composto por seres com um metabolismo ativo e que contam com total capacidade para se organizarem de maneira centralizada. Além disso, eles crescem e se diferenciam de maneiras diferenciadas e contam com sistema de excreção.

O reino animal é composto por seres eucariontes, ou seja, aqueles em que as suas células contam com um núcleo envolvido por uma membrana. Por outro lado, esses seres também são heterótrofos por meio de ingestão, já que não são capazes de produzir os seus próprios alimentos, comendo então outros seres (na grande maioria dos casos, também vivos).

Diferentemente dos seres unicelulares, todos os animais são pluricelulares: a formação dos seus corpos conta com inúmeras células.

No que diz respeito à forma como respiram, os seres do mundo animal são aeróbicos, ou seja, respiram o oxigênio presente no ambiente em que eles vivem, seja a água (como é o caso dos peixes) ou então, o ar (como no caso de um tigre, por exemplo).

A reprodução desses animais é realizada de forma sexuada, por meio da união dos gametas tanto femininos quanto masculinos de uma mesma espécie. Porém, alguns dos animais invertebrados conseguem se reproduzir de maneira assexuada.

No reino animalia seus participantes não contêm clorofila ou celulosa, mas por outro lado, contam com a presença de órgãos e de tecidos, com algumas exceções: o porífero é considerado um dos mais simples animais, e por isso, não os contém.

A blástula é presente em todos esses animais, sendo essa a segunda e uma das mais importantes fases para a segmentação das células do organismo animal, sendo também responsável pelo desenvolvimento de embriões após a formação de zigotos. Os celomas também estão presentes em grande parte dos animais, em especial, os vertebrados. Os poríferos, por sua vez, não o possuem, enquanto os platelmintos são seres pseudocelomados.

Filos do reino animal

O reino animália é composto pelos mais variados filos, como é o caso dos poríferos, equinodermos, anelídeos, cnidários, nematódeos, platelmintos, moluscos, cordados e artrópodes.

No que diz respeito à simetria dos seres, grande parte dos representantes do mundo animália são como os humanos: bilaterais. Um bom exemplo são os planárias e peixes. É o melhor tipo de simetria, já que possibilita um equilíbrio muito melhor do próprio corpo.

A simetria radial também é comum, com predominância para os animais que vivem no mar e se fixam no substrato: isso facilita a captura dos alimentos e permite maior contato, nas mais diferenciadas direções, com o meio ambiente em que atua.

Alguns animais contam com dois, com três ou com nenhum folheto embrionário. Os poríferos, por exemplo, certamente não os possuem. Enquanto isso temos também os cnidários, que contam com a presença de dois embriões. Mas a grande maioria dos animais são triblásticos, ou seja, aqueles que contam com dois folhetos embrionários e ainda com a mesoderme, que se responsabilidade por formar os seus órgãos e demais tecidos. Exemplos desses animais são os anelídeos, platelmintos, moluscos, cordados e outros.

Os animais vertebrados são aqueles que fazem parte do filo dos cordados, e a sua principal característica é o fato de que eles contam com coluna vertebral e com medula espinhal. Os vertebrados ainda se dividem em cinco diferentes classes: os peixes, anfíbios, répteis, aves e mamíferos, sendo que os seres humanos se encontram nessa última.

Todos os outros animais são os invertebrados, como é o caso dos poríferos, como as esponjas, os cnidários, representados pelos corais e águas vivas, os platelmintos, como é o caso das solitárias e planárias, os nematelmintos, como as lombrigas, anelídeos, representados por sanguessugas e minhocas, equinodermos, como as estrelas e pepinos do mar, os invertebrados moluscos, como as ostras, mexilhões e lesmas e os artrópodes, que por sua vez, se dividem entre insetos, aracnídeos, miriápodes e crustáceos.

Por mais complexo que pareça entender o reino animália, devemos destacar que na prática, compreendemos os animais e as suas principais funções e atividades de maneira muito mais simplificada.