Resumo Atletismo


Com certeza durante as últimas olimpíadas você viu alguma prova de atletismo. Trata-se de um conjunto de atividades esportivas com saltos, arremessos e corrida. A origem dos primeiros jogos foi na Grécia Antiga em 776 a.C. Por outro lado existem algumas evidências de que o atletismo era feito já no Antigo Egito e no Oriente há 5 mil anos.

Resumo Atletismo

Os romanos também realizavam o atletismo nos Jogos Olímpicos assim como os gregos, após conquistar a Grécia em 146 a.C. Em 394 d.C o imperador Teodósio aboliu os jogos que, por oito séculos, não aconteceram. O retorno da modalidade ocorreu na Inglaterra, no século XIX, a modalidade começou a ampliar a diversidade de provas, como é atualmente. As escolas de viés militar adotaram a rotina e usavam o atletismo em sua grade curricular. Com isso começaram a competir, principalmente com grandes potências mundiais como os Estados Unidos.

Foi em 1896 que o atletismo se fortaleceu com a primeira edição dos Jogos Olímpicos da Era Moderna. Nas décadas posteriores ele ganhou mais força e se difundiu pelo mundo, principalmente em 1912 com a fundação da IAAF.

Boa parte das provas é feitas em estádios fechados. Neles há demarcações para cada prova e equipamentos, como é o caso do salto com varas. Outras competições são feitas em vias públicas, como a maratona.

O atletismo é praticado por homens e mulheres e os objetos usados variam de acordo com a modalidade. Existem, ainda, as provas que unem mais de duas modalidades em uma única competição. Na prova feminina há o heptatlo, que possui corrida com barreiras por 100 metros, corrida de 200 metros, salto em altura, salto em distância e lançamento de dardo de 800 metros.

No decathlon, que é uma prova para pessoas do sexo masculino, são disputados salto em distância, 100 metros, salto em altura, corrida de 110 metros com barreira, arremesso de peso, 400 metros, salto com vara, arremesso de dardo, arremesso de disco, e 1500 metros.

Quem coordena as regras internacionalmente é a IAAF, Associação Internacional de Federações do Atletismo. No Brasil quem faz isso é a CBAt, Confederação Brasileira de Atletismo.

Corrida

Corrida de pista: A corrida de pista é a forma tradicional, e elas são em formato oval com faixas. Existem extensões de 100, 200 e 400 metros.

Corrida de meio fundo: é a corrida de média distância em que não é obrigatório que os competidores fiquem o tempo todo em suas raias. A distância é de 800 a 1500 metros.

Corrida com obstáculo: A corrida tem obstáculos a serem ultrapassados ao longo da pista. Elas são feitas em estádio e a extensão pode ser de 100, 110, 400 e 3000 metros.

Corrida de revezamento: O revezamento é disputado por equipes de quatro pessoas em que cada um percorre um quarto do percurso segurando o bastão. Este precisa ser entregue ao parceiro que está no final do trajeto.

Corrida de fundo: Ela também é chamada de corrida a longa distância, com percursos de 5 mil a 10 mil metros.

Maratona: É uma corrida de longa distância, feita em locais públicos. Em média o caminho tem 42 km.

Salto

Salto em Altura: chamado ainda de salto vertical em que o atleta corre por uma pista de 20 metros e, com a ajuda da vara, salta por cima de uma barra horizontal chamada de sarrafo. O atleta não pode tocar tampouco derrubar o sarrafo durante o salto. A cada salto a altura aumenta e vence quem conseguir o mais alto.

Salto em distância: O salto em distância é chamado de salto horizontal. Nele o atleta corre em uma pista de 40 metros e depois faz o salto. Ele precisa fazê-lo antes da marca estabelecida. Quem alcança maior distância na areia vence.

Lançamento e Arremessos

Os objetos lançados são peso, dardo, disco e martelo. O peso dos objetos é variável e de acordo com o gênero do competidor. Normalmente as provas ocorrem dentro de pistas de corrida. Vence quem consegue a maior distância do objeto lançado ou mais próximo possível do alvo, dependendo do gênero.

As pistas de corrida

A pista de corrida normalmente tem oito raias de 1 metro e 22 centímetros. A largura da pista é de no mínimo 10 metros, além de espaços na parte interna e externa das raias. A pista oficial precisa ter duas retas e duas curvas com raias concêntricas. As pistas cobertas são em locais totalmente fechados e com iluminação e ventilação satisfatórias para competição. Nela deve ter uma pista oval de 200 metros, outra pista reta para corridas de velocidade como as de 60 metros.

Vale destacar que em provas de saltos em distância bem como de corridas curtas os recordes só são válidos quando o vento a favor não foi maior que a marca de dois metros por segundo. Quando as corridas são mais longas o vento não é um fenômeno muito influenciador, pois o atleta pegará tanto correntes de ar de frente quanto de costas, afinal as curvas fazem mudar a direção.