Resumo Handebol de Campo


O esporte, como é jogado hoje, foi introduzido na Alemanha em 1912. O então secretário da Federação Internacional de Futebol (Fifa), Carl Anton Hirschmann, levou-o para o campo.

Resumo Handebol de Campo

Seu período de expansão aconteceu durante a Primeira Guerra Mundial, de 1915 a 1918, pelas mãos do professor de ginástica berlinense, Max Heiser. Ele criou um jogo ao ar livre chamado “Torball” para as operárias da fábrica Siemens. O nome foi mudado para “Handball” e as medidas do campo foram aumentadas quando o esporte passou a ser praticado também por homens.

Em 1919, o jogo foi reformulado pelo professor Karl Schelenz. Ele adaptou o handebol de campo para um jogo com 11 pessoas, de acordo com as regras estipuladas pela Federação Alemã de Ginástica. Após essas modificações, o esporte passou a ser divulgado na Áustria e na Suíça com grande intensidade, bem como em outros países da Europa posteriormente.

O esporte tornou-se uma modalidade internacional no ano de 1927, quando houve a criação da Federação Internacional de Handebol Amador (Fiha).

O handebol de campo foi incluído nos Jogos Olímpicos de Berlim em 1936, a pedido do chanceler ditador da Alemanha, Adolf Hitler, que era um admirador do esporte. A final foi entre Alemanha e Áustria e atraiu mais de 100 mil espectadores. A Alemanha conquistou o ouro, com um placar vitorioso de 10 a 6.

Nas Olimpíadas seguintes, em Londres, no ano de 1948, o esporte ficou de fora. A versão de salão retornou nos Jogos de Munique, em 1972, sendo disputada até os dias de hoje. Os times femininos estrearam nas Olimpíadas de Montreal, em 1976.

O primeiro campeonato internacional de handebol organizado pela Fiha aconteceu em 1938 e teve a participação de apenas quatro seleções: Alemanha, Áustria, Suécia e Dinamarca. A Alemanha novamente foi campeã.

Por conta do rigoroso inverno europeu, o handebol de campo foi sendo substituído aos poucos pelo handebol de salão, que se popularizou por ter sido reduzido de tamanho e ser de maior velocidade.

A introdução do esporte no Brasil aconteceu após a Primeira Guerra Mundial, quando um grande número de imigrantes alemães vieram para cá, instalando-se na região Sul do país por conta das condições climáticas. O handebol de campo foi um dos itens da cultura alemã com a qual o brasileiro teve contato após a imigração.

O maior desenvolvimento do esporte no país se deu em São Paulo, após o ano de 1940, quando foi fundada a Federação Paulista de Handebol. Ao longo do tempo, a modalidade se popularizou no meio estudantil, graças aos professores de Educação Física que introduziram a modalidade nas escolas.

QUESTÕES TÉCNICAS

  • Cada equipe tem onze jogadores titulares e dois reservas.
  • A partida tem duração de 60 minutos, divididos em dois tempos de 30 minutos cada.
  • A modalidade é praticada em um campo similar ao de futebol, com 90 a 100 metros de comprimento e 55 a 65 metros de largura.
  • O campo é dividido em três áreas de jogo por duas linhas de cada lado, a 35 metros da linha de fundo. Em cada área, só podem permanecer seis jogadores de cada time.
  • A marca de pênalti fica a 14 metros de distância do gol. Este, por sua vez, conta com 13 metros de raio. O gol tem 7,32 metros de largura por 2,44 metros de altura, sendo da mesma medida utilizada no futebol.
  • A bola utilizada no handebol de campo é a mesma do handebol de quadra: de 58 a 60 centímetros de circunferência para os homens e 54 a 56 centímetros para mulheres e crianças.
  • Cada gol vale um ponto.

ALGUMAS REGRAS DO JOGO

  • O objetivo é usar as mãos para lançar a bola ao gol. É permitido, além de lançar, parar e pegar a bola. Também é permitido o uso de braços, cabeça, tronco, coxas e joelhos para pegar a bola. O uso dos pés é proibido.
  • Aos jogadores, é permitido segurar a bola parada durante três segundos, no máximo, mesmo ela estando no chão. Podem ser dados no máximo três passos segurando a bola.
  • O jogador pode bloquear o caminho do adversário com o corpo e tirar a bola da mão do opositor com a mão aberta. É proibido tomar a posse de bola do adversário com as duas mãos ou bater no punho na bola que o opositor tem nas mãos.
  • Só permanece na área do gol o goleiro. O adversário que entra nessa área é punido com a posse de bola para o outro time.
  • A lateral é cobrada quando a bola passa totalmente a linha do lado do campo ou quadra. A bola deve ser lançada com um pé sobre a linha e outro fora. É permitido marcar gol a partir desse lançamento.
  • O tiro de meta é cobrado quando a bola ultrapassa a linha de fundo com um toque, por último, do jogador da equipe atacante.