Energia: Cinética, Gravitacional, Elástica e Conservação da Energia Mecânica


Energia: Cinética, Gravitacional

A energia é uma força fundamental para diferentes ações da vida, podendo ser encontrada em diversas formas e com funções muito complexas e essenciais para muitas atividades, tanto mecânicas quanto físicas e biológicas.

Desta maneira, podemos distinguir a energia em diferentes tipos, sendo alguns dos principais os seguintes tipos de energia:

Energia cinética

A energia cinética possui uma relação direta com o movimento realizado pelos corpos, de maneira que este movimento possa ser mais forte ou mais brando de acordo com a quantidade de energia cinética empregada.

Por estar diretamente relacionada ao movimento dos corpos, a energia cinética também está ligada de maneira direta com a massa e a velocidade destes corpos.

– Energia gravitacional

A energia gravitacional, também chamada de energia potencial gravitacional é o tipo de energia que existe de acordo com um campo gravitacional entre dois corpos distintos. Assim, este tipo de energia é obtido, ou observado, na relação entre duas massas.

Devido ao fato de que há sempre uma conservação de energia gravitacional, o potencial deste tipo de energia sempre será negativo.

– Energia elástica

A energia elástica é um tipo bastante peculiar de energia, que pode ser encontrada em materiais como cordas, elásticos ou molas, os quais apresentam uma energia maior ou menor de acordo com a pressão recebida e sua força proporcional devido a esta aplicação de energia.

Por possuir características distintas em diferentes momentos, a energia elástica pode apresentar uma grande variação em testes e análises realizados em momentos variados, devendo assim se observar, além da energia elástica, os demais fatores aplicados a uma reação.

– Conservação de energia mecânica

A conservação de energia mecânica é um princípio no qual se baseia toda a transformação de energia, que gera uma força exatamente igual ao seu valor quando aplicada e transformada em outro tipo de energia.

Desta maneira, a energia não se perde, sendo apenas transformada de uma forma em outra mais adequada a diferentes processos mecânicos.