Por que o aparelho de ar condicionado fica no alto?


Geladeira, micro-ondas, liquidificador, televisão, computador…

São tantos os eletrônicos, eletrodomésticos e aparelhos em geral que nós convivemos todos os dias, seja em casa no trabalho ou em outra série de ambientes, que fica difícil não se acostumar e sequer questionar como cada um desses aparelhos funcionam. Até mesmo sobre aqueles que são responsáveis por trazer um grande bem-estar aos ambientes, como os responsáveis pela climatização.

por-que-o-aparelho-de-ar-condicionado-fica-no-alto

Um dos mais populares, principalmente em cidades que registram altas temperaturas, é o ar condicionado, que está presente em residências, shoppings, supermercados, escritórios, entre outros lugares, variando normalmente de tamanho ou potência. Mas, você já parou para pensar porque é que esses aparelhos estão sempre instalados na parte superior de qualquer ambiente? Talvez o fato de estar acostumado com esse tipo de aparelho não tenha lhe deixado fazer esse questionamento; por isso, vamos ensinar de forma bem simples quais acontecimentos físicos estão envolvidos no funcionamento do ar condicionado.

A explicação é bem interessante e pode ser entendida com facilidade. Apesar de alguns aparelhos de ar condicionado também possuírem a função de aquecedor, sua grande popularidade deve-se na verdade à sua capacidade de deixar os ambientes mais frios, melhorando a qualidade de vida das pessoas durante o verão ou qualquer outro dia de temperaturas quentes.

Qual é a lógica?

Mas vamos à explicação de fato sobre o porquê o aparelho de ar condicionado ficar no alto. Porém, antes disso, precisamos entender um pouco sobre como funciona este aparelho. Aquele ar geladinho que todos adoram no verão é conseguido por meio de um mecanismo simples, que é baseado basicamente em transformar o ar quente em ar frio.

O ar quente em questão está no próprio ambiente e a movimentação utilizada para o funcionamento do ar condicionado é chamada de Corrente de Convecção. Ela acontece porque as densidades dos ares (quentes e frios) são diferentes. Para conseguir entender melhor, basta pensar que o ar quente é menos denso (e por isso acaba subindo), enquanto o ar frio que é mais denso, e desce causando a corrente que nós citamos anteriormente. Com essa movimentação o ar frio fica mais próximo à altura onde nós estamos, trazendo aquela sensação de “tempo mais fresco”, mesmo que seja apenas dentro daquele ambiente climatizado.

A lógica é simples. Que tal fazermos um exercício de imaginação para entender ainda melhor os motivos que levam o ar condicionado a ficar no alto? Se o ar condicionado ficasse instalado próximo ao chão, como ficaria o ambiente?

Considerando o que nós explicamos antes, a resposta é simples. O ar frio, que é mais denso, não subiria e talvez as pessoas conseguissem sentir apenas os seus pés mais frescos. Enquanto isso, o ar quente, que tem menor densidade, ficaria acumulado na parte de cima do cômodo. Assim, podemos ter certeza de que o ar condicionado não cumpriria a sua missão de climatizar o ambiente de fato.

Resumo: por que o aparelho de ar condicionado fica no alto?

• Densidade diferente dos ares
• Ar Quente é menos denso, portanto sobe
• Ar Frio é mais denso, portanto desce

Corrente de Convecção não está apenas no ar condicionado

Engana-se quem pensa que a lógica da Corrente de Convecção resume-se apenas ao ar condicionado, pois ela está em muitas rotinas comuns em nossas vidas. Um dos bons exemplos a ser citado é o das geladeiras, que criam uma corrente de ar similar também com o intuito da refrigeração.

Além dos ares, a Corrente de Convecção pode ser observada também em líquidos, por exemplo. Podemos pensar na água colocada no fogo para ferver para entender o fenômeno em fluídos. Neste caso, o normal é que o líquido da parte inferior, que está em contato mais próximo com o fogo se aqueça mais rápido e ao ficar mais aquecido, naturalmente torna-se menos denso, começando a subir, assim como explicamos que acontece com o ar quente.

Exemplos da corrente de Convecção presente na nossa rotina:

• Ar Condicionado
• Lareira
• Líquidos

Tudo que nós já explicamos também serve para o contrário quando o assunto é climatização. Por exemplo: a lareira é um meio de climatização, mas fica na parte mais baixa do ambiente. Pode parecer confuso, mas é só usar a lógica baseando-se em tudo que nós já explicamos para entender que, na verdade, o aquecimento do ambiente por uma lareira que fica no baixo pode ser explicado de forma simples.

Isso porque ao usar a lareira, o fogo aquece o ar contido no ambiente, tornando-o menos denso, para que assim ele suba e traga a sensação térmica de aquecimento durante os dias de baixas temperaturas.

Resumo: por que a lareira fica na parte mais baixa?

• Usa mesma lógica do ar condicionado, mas de forma diferente e com finalidade inversa
• Aquece o ar frio, tornando-o menos denso
• Ao tornar-se menos denso, o ar sobe
• A partir desta subida cria-se a sensação térmica de aquecimento