Cultura da Região Sudeste


Muitos são os aspectos culturais variados que encontramos nos estados que formam a região Sudeste do nosso país, diferenciando-a das outras.

Espírito Santo, Minas Gerais, Rio de Janeiro e São Paulo são os quatro estados que integram essa região brasileira, em que as manifestações culturais são bem diversificadas e marcadas principalmente pelas influências dos africanos, povos indígenas, asiáticos e europeus.

Sendo assim, a cultura da Região Sudeste é formada por uma série de festas, eventos, danças, gastronomia, músicas e muito mais.
Confira neste artigo quais são as mais populares e capazes de dizer um pouquinho sobre essa parte do nosso Brasil.

Região Sudeste

Festas, danças e rituais

Carnaval. É claro que o Carnaval não poderia deixar de ser o primeiro, já que a sua disseminação em todo o mundo começou a partir das folias realizadas no Rio de Janeiro, sendo nesse ambiente realizado o mais famoso carnaval de todo o mundo. Além disso, São Paulo também tem se tornado um grande espaço para a realização desse evento, principalmente por conta dos desfiles de samba.

• Samba de lenço – a dança, que foi originada pelos africanos, é muito similar com o batuque. A dança é praticada tanto no meio urbano, principalmente pelo samba de salão, como também é comum na área rural, sendo representado pelo samba de roda.

• O batuque, por sua vez, é muito popular principalmente no estado do Espírito Santo e no interior paulista, sendo ele dançado tanto em praças públicas como também em terreiros.

• Dança dos velhos – esse tipo de dança é realizado principalmente em meio às festas dedicadas ao Divino Espírito Santo. Ela é mais comum no litoral fluminense no Rio de Janeiro, em Angra dos Reis e Parati. Em São Paulo, também aparece nas cidades de São Luís de Paraitinga e Cunha.

Gastronomia e música

A cultura da Região Sudeste também conta com pluralidade no que se refere à culinária e a música, que também ganha um destaque diferenciado nessa parte do país.

Na música, a expressão que mais ganha destaque são os choros, o samba, pagode, bossa nova, funk e lundu. Além disso, uma parte mais velha e tradicional, que mora principalmente nas capitais, também se interessa bastante pelo MPB – Música Popular Brasileira.

Para acompanhar, existem também as danças, como o fandango, a dança dos velhos e samba de lenço, além da quadrilha, dança alemã, ciranda e capoeira. Alguns desses estilos musicais e de dança também integram manifestações bem populares nessa região – as festas juninas.

E na culinária também não poderia ser diferente: essa região do Brasil é responsável por uma série de pratos conhecidos em todo o país.

Um exemplo é a feijoada, um dos pratos mais famosos de todo o País. A feijoada é essencialmente carioca e, depois, foi disseminada por toda a região e, posteriormente, em todo o mundo. Hoje, é possível encontrar o prato em alguns restaurantes brasileiros na América Latina, na Europa e, até mesmo, no continente asiático.

E aqui vai uma curiosidade, no mínimo interessante, sobre São Paulo: a capital é a segunda cidade do mundo no ranking das que consomem mais pizza. Suas pizzarias são consideradas as melhores de todo o País.

O queijo Minas, por sua vez, ganhou em seu nome uma atribuição ao local onde surgiu: Minas Gerais. Ele é apreciado em todo o país e, inclusive, é consumido com goiabada em grande parte dele. Também é utilizado nas melhores receitas do pão de queijo, que também nasceu no estado de Minas Gerais.

E o prato que mais chama a atenção no Espírito Santo é a famosa moqueca capixaba, um prato que deve ser consumido com pirão para ser completo.

Além desses pratos típicos, a gastronomia se torna ainda mais rica com: bolo de fubá, farofa, bolinho de bacalhau, angu, cuscuz, virado à paulista, mandioca, tutu de feijão, feijão tropeiro e muitos outros.

A religião e seus monumentos espalhados na região Sudeste

A grande maioria dos habitantes da região Sudeste é católica, sendo a região bem marcada pelos quatro estados que formam essa parte de nosso país.

Em São Paulo, temos a Basílica de Nossa Senhora Aparecida, que é a segunda maior de todo o mundo, ficando apenas da Basílica de São Pedro, localizada no Vaticano. A padroeira do nosso país é Nossa Senhora Aparecida e, por isso, no dia 12 de outubro – comemoração do seu dia, muitos são os fiéis que comparecem em seu templo.

No Espírito Santo temos o Convento da Penha, um dos santuários mais velhos de todo o País. Hoje, o local é considerado um patrimônio tanto cultural como histórico, sendo a maior atração turística de todo o estado.

Em Minas Gerais, a presença é da Igreja de São Francisco de Assis, de origem portuguesa, é considerada como uma entre as sete maravilhas preservadas. E, no Rio de Janeiro, está uma das sete maravilhas – dessa vez, do mundo moderno. O Cristo Redentor é a segunda maior escultura de Cristo e cartaz brasileiro de turismo para o mundo.