Geografia Brasileira


Em primeiro plano, você sabe no que consiste a geografia brasileira?

A geografia no Brasil consiste em um grupo de estudos, informações e conhecimentos acerca de todas as características que envolvem a geografia do país, ou seja, área, vegetação, clima, regiões do país, paisagens e muito mais.

Geografia Brasileira

Características gerais

O estudo da geografia no país é muito extenso pelo fato de que ele é o 5º maior país de todo o mundo em área, sendo o maior país da América Latina, ocupando 47% de toda a América do Sul. Assim, cada área tem suas características próprias, além da vegetação, clima, bacias hidrográficas e outros fatores que variam bastante conforme as regiões do país. O país fica atrás em área unicamente dos Estados Unidos, Canadá, Rússia e China.

No território brasileiro, a diversidade climática e a própria vegetação são bens variadas, o que ocorre pelo fato de que o mesmo é cortado tanto pela Linha do Equador quanto pelo Trópico de Capricórnio, fazendo com que a variação de latitude seja alta e frequente. Além disso, também destacamos o fato de que o Brasil é responsável por abrigar a floresta com maior diversidade em todo o mundo, a famosa floresta Amazônica.

Área e localização

O litoral brasileiro é todo banhado pelo nosso oceano Atlântico, enquanto a área total do país é de 8.515.767 quilômetros quadrados, sendo mais de 50 mil quilômetros só de água. Entre os países que fazem fronteira com o território brasileiro, destacamos a Colômbia, Guiana, Bolívia, Uruguai, Peru, Argentina, Guiana Francesa, Venezuela, Suriname e Paraguai. Os únicos países que não fazem fronteira com o país entre os sul americanos são Equador e Chile.

O Brasil faz parte da América do Sul, e também é integrante dos países latino-americanos. O território brasileiro está em três diferentes hemisférios: oeste, norte e a sua maior parte no sul.

Economia brasileira

O Brasil é considerado um país emergente, ou então, um país ainda subdesenvolvido pelo qual grande parte de sua economia é oriunda das regiões periféricas. O PIB – Produto Interno Bruto é de 2,25 trilhões de dólares, sendo o sétimo maior PIB de todo o mundo.

Relevo

O relevo no Brasil é classificado de três diferentes formas. Em primeiro plano, o planalto, que é formato por uma série de erosões eólicas formadas tanto pela água quanto pelo vento.

O relevo também pode ser classificado como planície, que no caso, são áreas tanto baixas quanto altas. As principais planícies brasileiras no caso são as litorâneas, do Pantanal e a própria planície amazônica.

Por fim, a terceira classificação de relevo que pode ser encontrada no território brasileiro são as depressões, que são caracterizadas pelo resultado presente nas erosões.

Variação climática

O Brasil é um dos maiores países, e por conta disso, a variação climática presente no mesmo também é bem variada.

Para analisá-lo, podemos começar considerando o próprio conceito envolvendo as massas de ar, que englobam todos os fenômenos de caráter atmosféricos. No Brasil, são massas de ar equatoriais, continentais, massas de ar polares e oceânicas. A movimentação de tais massas faz com que uma substitua a outra com determinada frequência, e é desta forma que a alteração de tempo ocorre em cada uma das regiões.

No Brasil, as massas de ar são as seguintes: massa de ar equatorial continental, massa de ar equatorial e atlântica, massa tropical continental, massa de ar tropical atlântica e massa de ar polar atlântica.

Clima equatorial

O clima equatorial, de uma forma geral, é um clima quente, e pode variar entre úmido e muito úmido conforme a região do país. A variação da temperatura conforme as estações do ano não é assim tão expressiva, e esse é o clima presente na própria Amazônia brasileira.

Clima litorâneo úmido

O litorâneo úmido, por sua vez, tem como influência o mTa e é encontrado no país em todo o litoral do Rio Grande do Norte, indo até a parte mais setentrional de São Paulo.

Clima tropical

O clima tropical, por sua vez, é o mais expressivo em todo o território brasileiro, e é caracterizado pela variação entre o tempo úmido e tempo mais seco. Em meio ao verão, o clima é quente e por vezes, úmido, já que a estação neste clima muitas vezes se torna chuvosa. Por outro lado, no inverno, o clima costuma ser bem seco.

Clima Semiárido

O clima semiárido, por sua vez, é o presente em toda a região sertão do nordeste, com chuvas que são totalmente mal distribuídas e quase não acontecem. O clima é bem próximo do árido, ou seja, é também um clima seco.

Clima Subtropical

Já o clima subtropical é caracterizado pela provocação de chuvas fortes e bem abundantes, que ocorrem principalmente durante a estação do verão. O clima subtropical está caracterizado mais na região que se localiza ao sul do próprio trópico de Capricórnio. Já no inverno, por sua vez, as chuvas frontais são mais frequentes.

Mesmo que a chuva seja comum neste clima, o verão é mais frequente do que o inverno.

Bacias hidrográficas

As bacias hidrográficas nada mais são do que as áreas que são compreendidas em primeiro plano por um rio de grande influência no país, além de seus afluentes e demais subafluentes.

O Brasil é repleto de bacias hidrográficas por conta de sua diversidade de regiões e climas, e entre eles podemos destacar a bacia de Tocantins, que ocupa cerca de 10% de todo o território nacional, a bacia amazônica, que ocupa mais do que 6 milhões de quilômetros, sendo considerada como a maior de todo o mundo, a bacia do Paraná que reúne uma variedade de usinas hidrelétricas, inclusive a maior do mundo (usina de Itaipu), a bacia do São Francisco, Bacia do Uruguai e demais bacias secundárias.

Vegetação

Por fim, a vegetação do Brasil também é bastante variada, já que se diferencia conforme a luz, o calor, o clima e o próprio tipo de solo presente no ambiente.

A vegetação do Brasil é caracterizada pela floresta Amazônica, Mata Atlântica, Caatinga, Mata de Araucária, Pantanal, Cerrado e Vegetações litorâneas.