Agentes externos do relevo e Ação do Homem (Antrópica)


Agentes externos do relevo

As formas das superfícies de nosso planeta podem ser alteradas por agentes externos. Uma das principais modificações de relevo é a erosão que, geralmente, ocorre lentamente. As águas, ventos e as ações dos homens são os agentes externos de relevo mais significativos.

Principais agentes externos de relevo

Erosão fluvial: fluxo das águas dos rios
Ocorre devido ao fluxo contínuo das águas nos leitos de rios, desgastando as margens. A formação de canyons ocorre dessa forma, como resultado da erosão fluvial. As águas dos rios carregam sedimentos, os quais, acumulados em determinados pontos, ao longo do tempo, podem gerar a formação deltas na foz de rios.

Erosão eólica: força dos ventos
Provocada pela ação de ventos, a erosão eólica é mais comum em superfícies que concentram grandes volumes de areia como os desertos. Os ventos levam a areia para outros locais formando dunas.

Erosão pluvial: ação das chuvas fortes
Áreas com altos índices pluviométricos estão sujeitas a grandes transformações do relevo. As modificações são mais acentuadas em superfícies com pouca ou nenhuma cobertura vegetal. Pode ocorrer deslizamentos, abertura de fendas, buracos, crateras, afundamentos, entre outras alterações.

Geleiras: deslocamento de blocos imensos
Ao se deslocarem, as geleiras podem alterar as formas do relevo das costas marítimas. A formação de fiordes é um exemplo do impacto de blocos de gelo imensos contra a o relevo da faixa costeira.

Erosão marinha: impacto das águas do mar
Os mares são agentes externos do relevo. A força das ondas contra a faixa costeira, ao longo de milhares de anos, e o carreamento de sedimentos, resultam em grandes modificações de relevo. Os tômbolos e as áreas de restingas são exemplos de alterações do relevo provocadas pela ação das águas dos oceanos.

Ação antrópica: atividades humanas
As alterações do relevo não acontecem somente como resultado das forças e fenômenos da natureza. A ação do homem, desde o princípio dos tempos, causa várias transformações ao relevo. Cada vez que o homem amplia as áreas para atividades agropecuárias, constrói rodovias, ferrovias, aeroportos, pontes, usinas hidrelétricas e prédios, as características do relevo são modificadas.