Histórico, Formação e Objetivos do Mercosul

Histórico, Formação e Objetivos do Mercosul

O Mercado Comum do Sul (Mercosul) é um bloco econômico mundial que tem o seu surgimento datado no fim da Guerra Fria. Isso porque, depois da guerra, o mundo que antes era bipolar passou a ser multipolar, com o surgimento de vários blocos econômicos e um aumento cada vez maior das competições comerciais.

Foi então neste cenário que se formou o Mercosul, a partir da assinatura do Tratado de Assunção entre os países Brasil, Argentina, Uruguai e Paraguai. A formação foi formalizada no dia 29 de março de 1991 e entrou em vigor em 1995.

Com base no acordo assinado, cerca de 90% de todos os produtos que fossem produzidos nos países membros do Mercosul deveriam circular de forma livre entre eles, sem taxa de importação. No entanto, cada país membro seria responsável por produzir um grupo de produtos que eram importantes para a sua economia, e sobre esses produtos seria cobrada uma taxa especial. Essas taxas, de acordo com o Tratado, deveriam ser reduzidas gradativamente, até que se chegasse a zero.

A previsão da taxa zero era para o ano de 2000, porém, a forte crise que atingiu os países membros acabou afetando e prejudicando esses objetivos de redução. Mesmo diante da crise, o Mercosul apresentou um forte potencial para se manter a expectativa de expansão como bloco econômico.

Objetivos do Mercosul

Dentre os principais objetivos propostos pelo Mercosul, estão:

– A incorporação de uma tarifa externa comum e uma melhor relação de comércio externo, com base em uma política comum;
– Redução até chegar à eliminação das tarifas, almejando sempre a livre circulação de bens e serviços entre os países membros;
– Fortalecimento do processo de integração;
– Melhor coordenação de áreas macroeconômicas: transporte, indústria, comércio exterior, entre outros.

O Mercosul está ainda abaixo de outros grandes megablocos econômicos, mas é a quarta maior economia mundial, ficando atrás apenas do Nafta, Japão e União Europeia.