Movimento de Translação: O que é e as Estações do Ano


Você já parou para pensar em algumas questões curiosas como, por exemplo, por que enquanto aqui ainda é dia em outros locais já é noite ou por que enquanto estamos indo à praia os norte-americanos estão esquiando? Essas situações são muito interessantes e podem ser explicadas a partir do movimento de Translação e de Rotação que o planeta Terra realiza.

O que é o movimento de Translação?

Basicamente, esse é o movimento que o nosso planeta faz em torno do Sol em formato de elipse (semelhante ao oval). É importante assimilar que o Movimento de Translação não é circular, porque isso influenciará na compreensão de algumas coisas mais adiante.

Movimento de Translação

De acordo com os profissionais especializados em astronomia, que durante muito tempo realizaram estudos bem aprofundados, a Terra leva aproximadamente 365 dias e 6 horas para dar uma volta completa, em forma de elipse, ao redor do sol. E é por isso que um ano tem 365 dias e 6 horas! Quando começa um novo ano, significa que o planeta terminou uma volta e está começando a próxima, assim, sem parar.

A velocidade média com a qual a Terra gira em torno do sol é de cerca de 108 mil quilômetros por hora. É difícil imaginar que nós estamos vivendo no planeta e simplesmente não sentimos que ele está “viajando” a uma velocidade tão grande, mas é a verdade.

Uma vez a cada quatro anos, a Terra leva 366 dias para completar o movimento de Translação, é o ano bissexto, em que o mês de fevereiro tem 29 dias. Na verdade, isso é mais uma convenção. O que acontece é que essas seis horas que sobram todos os anos são reunidas e, a cada quatro anos, correspondem a um dia (6 x 4 = 24 horas = um dia).

O movimento de Translação e as estações do ano

Agora chegou a hora de entender como se formam as estações do ano e porque elas não acontecem de maneira uniforme em todo o mundo, ou seja, porque enquanto o hemisfério sul está no verão, o hemisfério norte está no inverno e vice-versa.

Já dissemos que o movimento que o planeta Terra executa em torno do Sol acontece de forma elíptica, por isso, em alguns momentos, o planeta está mais próximo do astro e, em outros, mais distante. Quando há uma distância MAIOR entre o Sol e a Terra, dá-se o nome de afélio. Já quando essa distância é MENOR, o nome correto é periélio.

Outra informação importante antes de compreender melhor as estações do ano: o eixo de Rotação da Terra (movimento que ela faz em torno de si mesma) possui uma inclinação em relação à Linha do Equador. Isso faz com que, em alguns momentos, o hemisfério sul esteja mais próximo do sol e, em outros, seja o hemisfério norte.

Pois bem, o periélio acontece duas vezes por ano. Nesses momentos, a Terra está mais próxima do sol. Em um dos periélios, o hemisfério sul fica mais próximo do sol e, por essa razão, estamos no verão (entre dezembro e março), já o hemisfério norte, está mais longe, por isso, nesse mesmo período de tempo eles estão no inverno.

No outro periélio, que acontece entre junho e setembro, essa situação se inverte: o hemisfério norte fica mais perto do sol, caracterizando o inverno, e o hemisfério sul, por estar mais afastado, aproveita o inverno, com temperaturas mais baixas, dias mais curtos e noites mais longas.

Mas agora você deve estar se perguntando: e as outras duas estações do ano, a primavera e o outono? Elas também são influenciadas pelo Movimento de Translação? A resposta é: sim!

Assim como o periélio, o afélio (Terra mais afastada do sol) também acontece duas vezes por ano. Nesse caso, o sol não está incidindo com intensidade nem sobre o hemisfério sul e nem sobre o norte. É por isso que as temperaturas durante a primavera e o outono são mais equilibradas, não costuma haver calor e nem frio em excesso.

No entanto, lembre-se de que a Terra tem o seu eixo de inclinação, por isso, em um dos afélios, o sol incide mais sobre o Trópico de Câncer, que fica no hemisfério norte. Isso acontece entre os meses de março e junho, quando nós estamos no outono e, quem mora ao norte da Linha do Equador, está na primavera.

Depois, no outro período de afélio, entre setembro e dezembro, o sol incide mais sobre o Trópico de Capricórnio, no hemisfério sul. Assim, nós temos primavera e o hemisfério norte tem outono.

Portanto, o movimento de Translação é muito importante não só para organizar e marcar o período de um ano, mas também para determinar as estações. Porém, o clima tem sido afetado por outros elementos além do movimento de Translação, como o processo de aquecimento global, por exemplo.