População Brasileira: Taxas de Mortalidade e Natalidade e Distribuição da População


População Brasileira

Estimativas do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) dão conta de que a população brasileira, em julho de 2018, era de 208,4 milhões de habitantes. O crescimento estimado da população entre 2017 e 2018 foi de 0,82%.

O município mais populoso do país é São Paulo, com 12,2 milhões de habitantes, seguido pelo Rio de Janeiro, com 6,7 milhões. O município com menor população no Brasil é o de Serra da Saudade (MG), que tem somente 786 habitantes.

Os três estados mais populosos do país são São Paulo, Minas Gerais e Rio de Janeiro, todos na região Sudeste. São Paulo é o estado mais populoso, abrigado 21,9% da população brasileira, o equivalente a 62,3 milhões de habitantes. Na outra ponta está o estado de Roraima, na Região Norte, com apenas 576,6 mil habitantes, equivalente a 0,3% da população do país.

Vale ressaltar que esses dados são estimados com base em modelos científicos.

Distribuição da população

A distribuição da população brasileira é desigual ao longo do território de 8,5 milhões de km². Esse fenômeno é produto de fatores históricos, geográficos, políticos e econômicos, que levaram a uma maior concentração nas regiões litorâneas e no Sudeste.

O Sudeste abriga aproximadamente 42% da população brasileira. Só na região metropolitana de São Paulo há quase 20 milhões de habitantes, mais que todo o Centro-Oeste. A população do estado de São Paulo é maior que a população do Nordeste.

É a região com maior concentração da atividade econômica.

O Nordeste possui o segundo maior contingente do país, respondendo por 27,7% da população em território brasileiro. O Sul vem em terceiro lugar, com 13,5% da população, enquanto a região Norte tem 8% da população brasileira. O Centro-Oeste é a região menos habitada, com 7,5% da população.

Taxa de natalidade e mortalidade

Dados de 2016 do IBGE dão conta de que a taxa de natalidade foi de 20,4 nascimentos a cada mil habitantes. Superior à taxa de mortalidade, que foi de 6,31 mil falecimentos a cada mil habitantes.

Esses dados mostram que a tendência no Brasil é de crescimento da população, concordando com o crescimento demográfico de 0,82% entre 2017 e 1018, segundo o IBGE.