Relevo, Litoral, Hidrografia, Clima e Vegetação da Ásia


A Ásia é o maior continente do planeta, com mais de 44 milhões de quilômetros quadrados, o que corresponde a 30% das terras emersas.

Relevo

Desde os mares Mediterrâneo, Negro e Cáspio, até os oceanos Índico e Pacífico, o continente asiático é do­minado pelas terras altas. De oeste para leste, encontram-se as seguintes unidades de relevo: Planalto da Anatólia, Maciço da Armênia, Cadeia do Cáucaso, Planalto do Ira, Planalto do Pamir (teto ou telhado do mundo).

Relevo, Litoral, Hidrografia

A partir dessa região, as terras altas se ampliam, aparecendo o Planalto do Tibet e a Cordilheira do Himalaia, onde se localiza o Pico Everest, com 8 848 metros, o mais alto do mundo, e também o Pico Godwin Austen, com 8 611 metros, a segunda montanha mais elevada da Terra. Em seguida, no rumo nordeste, localizam-se os planaltos da Mongólia e da Manchúria e, no sentido sul e sudeste, os planaltos do Decã e do Laos. Essas terras altas se pro­longam pelos arquipélagos vulcânicos da Indonésia, das Filipinas e do Japão, onde ocorrem frequentes terremotos e maremotos, que formam os tsunamis (vagas sísmicas desastrosas do sudeste asiático).

Além dessas terras mais elevadas, encontram-se vá­rias planícies, sendo as principais: a da Sibéria (a mais extensa), a da Mesopotâmia (de maior valor histórico), a Indo-gangética (de destaque religioso) e a da China (a mais populosa e povoada). Quanto às depressões asiáticas, as principais são: a do Mar Morto, com 411 metros abaixo do nível do mar, e a do Mar Cáspio, com 28 metros negativos. Com 8 848 metros, o Everest, situado na Cordilheira do Himalaia, na fronteira entre a China e o Nepal, é o pico mais alto do planeta.

Litoral

O litoral da Ásia é bastante recortado, apresentando grande diversidade de acidentes geográficos, tais como penínsulas, ilhas, golfos, mares e estreitos.

•         Penínsulas – Anatólia (Turquia); Sinai (Egito e Israel); Arábica (Oriente Médio); do Decã (índia); de Málaca (Tailândia e Malásia), da Indochina (Vietnã e Kampuchea); da Coreia (Norte e Sul); de Kamchatka (Rússia Asiática).
•         Ilhas – Hokkaido, Honshu, Shikoku e Kyushu (arquipélago japonês);  Taiwan  (Formosa); Hainan (sul da China); Luzon, Mindoro, Mindanáo (arquipélago filipino); Sumatra, Java, Bornéu, Célebes (Indonésia); Sri Lanka (ex-Ceilão); Maldivas (sudoeste da índia); Chipre (Mediterrâneo).
•         Golfos – de Suez (entre Arábia e Egito); de Aden (sul do lêmen); Pérsico (região petrolífera); de Omã (sul do Ira); da Tailândia (leste da península de Málaca).
•         Mares – Mediterrâneo, Negro e Cáspio (entre a Ásia e a Europa); Vermelho (entre a Ásia e a África); da Arábia (entre a Península Arábica e
a  Península  Indostânica  ou  do  Decã);   de Célebes (entre a Indonésia e as Filipinas); da China Meridional (ao sul do Vietnã e da China);
Amarelo (entre a China e a Coreia); do Japão (entre a Coreia e o Japão); das Filipinas (a leste de Formosa e das Filipinas); da China Oriental
(a leste da China); de Okhotsk e de Bering (a leste da Rússia Asiática).
•         Estreitos – Bab-el-Mandeb (ligando o Mar Ver­melho ao Oceano Índico); Ormuz (ligando o Gol­fo Pérsico ao Mar da Arábia); Málaca (ao sul
de Cingapura); Formosa (entre a China e Taiwan); da Coreia (entre o Japão e a Coreia do Sul).

Hidrografia

Em virtude de sua extensão, ou pela importância das regiões que atravessam, destacam-se os rios asiáticos relacionados a seguir.
•         Obi-Irtysh – o mais longo da Ásia, com 5 570 km, percorre a Planície da Sibéria e desemboca no Oceano Glacial Ártico.
•         Lena e Lenissei – também na Sibéria, desembo­cam igualmente no Oceano Glacial Ártico.
•         Hoang Ho (Rio Amarelo) – nasce no Planalto do Tibet e desemboca no Mar Amarelo, a sudeste de Beijing (Pequim), capital da China.
•         Yang Tsé (Rio Azul) – também nasce no Planalto do Tibet, mas desemboca no Mar da China Ori­ental, a norte de Xangai.
•         Ganges – nasce ao sul da Cordilheira do Himalaia e dirige-se para o leste da índia, for­ mando com o Rio Bramaputra um extenso delta. Desemboca no Golfo de Bengala, a leste de Calcutá; é considerado o rio sagrado para os seguidores do bramanismo, assim como é con­siderada sagrada a cidade de Varanasi, às suas margens.
•         Indo – nasce ao sul do Himalaia e percorre terras do Paquistão até desembocar no Mar da Arábia.
•         Tigre e Eufrates – rios importantes da histórica região da Mesopotâmia. Juntos, esses rios for­mam o Chat-el-Arab, desembocando em terras do Iraque, no Golfo Pérsico.
•         Jordão – rio importante na tradição religiosa da Palestina. Desemboca no Lago Asfaltite (Mar Morto), nos limites entre Israel e a Jordânia.
•         Ural – rio que nasce nos Montes Urais e percor­re as terras da Rússia, servindo de limite entre a Europa e a Ásia; desemboca no Mar Cáspio, em território do Cazaquistão.
•         Lagos asiáticos – os maiores lagos são Cáspio, Arai, Baikal e Asfaltite (Mar Morto).

Clima

O continente asiático apresenta uma grande varieda­de de tipos climáticos. Nas terras situadas no extremo norte (Planície Siberiana e Planalto Central Siberiano), predomina o clima polar. Nessa região se encontra a loca­lidade de Verkoiansk, considerada o polo do frio, onde já foram registradas temperaturas de até -70°C. Esses rigo­res climáticos vão se tornando mais amenos em direção ao sul. O centro do continente, por estar distante das influências marítimas, é dominado pelo clima temperado continental.

Mais para o sul, à retaguarda das grandes cordilhei­ras, encontram-se os climas semiáridos e áridos, forman­do a maior quantidade de desertos da Terra. Os princi­pais são: da Arábia, da Síria, de Thal (Paquistão), de Thar (índia), de Lut (Ira), Salgado (Ira), de Gobi (Mongólia), de Takla Makan (China), de Kara Kum (Rússia Asiática), de Kennan (Ira), de Dehna (Arábia Saudita), da Judéia (Isra­el) e de Negue v (Israel).

No litoral da Ásia ocidental, predomina o clima medi­terrâneo. Nos arquipélagos do sul (Indonésia, Filipinas), aparecem os climas quentes (equatorial e tropical). Nas penínsulas Indostânica e Indochinesa e no leste da China, o clima tropical de monções exerce grande influência sobre a vida e a economia, com chuvas torrenciais durante o verão e secas prolongadas durante o inverno. O clima subtropical ocupa grande extensão da faixa oriental desse continente, especialmente territórios de China, Japão, Coreia e Rússia Asiática. Para contrastar com as temperaturas extremas de Verkoiansk (-70°C), na Arábia já foram registradas as temperaturas mais altas do planeta, 57°C.

Vegetação

Dependendo principalmente do clima, a vegetação da Ásia é bastante diversificada: ao norte, na região siberiana, aparecem os musgos e liquens, que constitu­em a tundra ártica. Pouco mais ao sul, com o frio menos intenso, surge a enorme floresta boreal denominada taiga, em terras russas. A seguir, encontram-se as flo­restas tropicais e equatoriais, com grandes variedades vegetais. Também é observada a presença das savanas; na índia, recebem o nome de jângal.