Brasil Colônia: Segundo Reinado – Primeira Fase (1840-1850)


Brasil Colônia

O Segundo Reinado brasileiro teve início em 23 de julho de 1840, quando uma medida constitucional antecipou a maioridade de Dom Pedro de Alcântara (abreviação). À época com 14 anos, ele se tornou Dom Pedro II, imperador do Brasil.

A primeira década de seu reinado (1840-1850) é considerada pacífica. O período é chamado de “fase de consolidação” e contou com o bom resultado da produção cafeeira e os poucos conflitos.

Início do Segundo Reinado
Apesar da posse de Dom Pedro II ter sido legalmente declarada, o ato foi uma manobra. Chamada de “golpe da maioridade”, a decisão foi orquestrada pelo então Partido Liberal.

O país vinha sofrendo com intensas rebeliões e agitação popular durante o chamado período regencial (1831-1840), após a abdicação de Dom Pedro I. Por isso, para tentar driblar a crise, o partido se movimentou e o Parlamento Brasileiro declarou que Dom Pedro de Alcântara era maior de idade, mesmo com 14 anos.

O novo regente, segundo a historiografia, era confiante, dedicado e culto, mesmo sendo muito jovem. Para acelerar sua maturidade ele acabou se casando com a princesa Teresa Cristina, em 30 de maio de 1843, com 17 anos. A futura imperatriz tinha 21 anos.

Em 1846, com 20 anos, Dom Pedro II já era um homem respeitado. Cada vez mais popular, à época ele era um regente educado, justo e com excelente capacidade de diminuir conflitos.

Acontecimentos importantes
Os primeiros anos do regente foram bastante tranquilos, principalmente quando comparados ao período regencial. Estão entre alguns dos principais feitos e acontecimentos da primeira década de Dom Pedro II.

– Em 1847 foi criado o cargo de Presidente do Conselho de Ministros, o que fortaleceu o parlamentarismo brasileiro;

– Em 1848 o Brasil viu eclodir a Revolta Praieira. O movimento foi um conflito entre facções políticas de Pernambuco. Tudo foi suprimido menos de um ano depois;

– Em 1850 foi instituída a Lei Eusébio de Queiróz, que extinguiu o tráfico de escravos;

– A partir de 1850 o império conseguiu um equilíbrio orçamentário e uma estabilidade do câmbio.