Indígenas no Brasil: Organização e cultura indígena


Os povos indígenas constituem uma parcela importante da constituição étnico e cultural do Brasil. Embora sejam os primeiro povos que habitaram as terras brasileiras, hoje sua população é bastante reduzida, visto que foram perseguidos pelos colonizadores.

Os indígenas no Brasil

Os povos indígenas no Brasil constituem um grupo populacional bastante diversificado. O termo indígena abrange uma grande variedade de cultural, etnias, costumes e histórias. Existem hoje, no Brasil, em torno de 734 mil pessoas que se auto-declararam indígenas, segundo o censo do IBGE. Entretanto, para a Fundação Nacional do Índio (FUNAI) o número é bem mais baixo. A FUNAI contabiliza como indígenas apenas aqueles que residem em aldeias reconhecidas pelo governo federal brasileiro. Assim, o número de indígenas no Brasil seria em torno de 350 mil.

Indígenas no Brasil

As regiões com as maiores concentrações de povos indígenas são o nordeste, o centro-oeste e o norte, especialmente a área denominada como Amazônia legal. Em todas estas regiões, há grupos já bastante familiarizados com a cultura da civilização branca, denominados grupos intermitentes. Nestes grupos, o contato com a civilização branca é permanente. Também existem os grupos que mantêm um contato mediano com outras civilizações, denominados grupos integrados. Estes grupos de indígenas costumam viver em aldeias porém, trabalham nas cidades e falam português com fluência. Há ainda os grupos isolados, que nunca tiveram contato com a civilização. Estes grupos são raros e estão concentrados, em sua maioria, na região da Amazônia legal, no norte do Brasil.

Os grupos diferenciam-se também pelo idioma, uma vez que cada povo desenvolveu seu sistema de linguagem próprio. Acredita-se que existam em torno de 250 povos diferentes, alguns com integrantes também em outros países da América Latina e 180 idiomas cadastrados.

Maiores etnias indígenas do Brasil

A maior população indígena do Brasil está concentrada na região norte, entre a divisa do Estado do Maranhão e a Amazônia legal. É o povo Guadalajara, com uma população, contabilizada em 27 mil pessoas.

Em seguida há grupo dos indígenas Guaranis. Este povo está concentrado na região sul do Brasil e também em países vizinhos, como Paraguai e Argentina. Dividem-se em caiová, ñandeva e mbya. Todos estes povos são da etnia Guarani porém, há algumas variações na língua e nos costumes. A poligamia é aceita pelo grupo ñandeva e abolida pelos outros grupos. Entretanto, todos têm uma organização política e cultural semelhante, tendo o avô como líder político e espiritual da aldeia.

O povo Ticuna é o terceiro mais populoso do Brasil, e estão localizados às margens do Rio Solimões, no Amazonas. Assim como os Guaranis, também há representantes desta etnia na Colômbia e no Peru.

Outros povos indígenas brasileiros: caingangues, macuxi, terena, ianomâmi, xavante, pataxó, potiguara,

Organização e cultura indígena

Cada povo indígena possui características próprias e isto reflete na maneira como eles se organizam sob o ponto de vista político, econômico e cultural. Embora tenhamos a visão dos povos indígenas como algo que engloba toda uma nação, este conceito não existia antes da chegada dos colonizadores europeus. Cada povo mantinha a sua individualidade, muitas vezes até mesmo vivendo em guerra com outros povos. O conceito de uma nação unificada é europeu.

Entretanto, algumas características são freqüentes nestes grupos. Suas sociedades eram organizadas a partir do conceito de comunidade, sem propriedade privada e com fins igualitários. A hierarquia por vezes era por transferência hereditária, por competência e até mesmo pelo carisma do integrante da aldeia. O líder espiritual exerce uma função importante na aldeia, uma vez que é o conselheiro e, às vezes, o curandeiro do lugar.

Algumas tribos praticam a poligamia, outras não. A grande maioria sobrevive da caça e da pesca. Porém, algumas mantêm a produção de alimentos como a mandioca.

O contato entre as tribos acontecia por trocas e comércios que poderiam ocorrer.

Os rituais religiosos eram o núcleo da cultura das tribos, pois eram através deles que se mantinha a unidade das tribos.

Questões indígenas

Os povos indígenas foram dizimados ao longo da história. O processo de colonização trouxe a perseguição e doenças com as quais os povos nunca tinham tido contato e que atuaram como verdadeiras epidemias.

Além disto, a invasão de suas terras colocaram fim a um modo de vida extremamente ligado à terra.

A demarcação de terras é a principal questão indígena para a garantia de sua sobrevivência. Muitas terras estão localizadas em áreas férteis e são visadas por grandes pecuaristas e agricultores para a exploração. A demora na demarcação das terras e a ausência de apoio do governo, gera conflitos violentos nestas regiões, com perdas para ambos os lados.
A integração com a civilização branca, com a aprendizagem da língua portuguesa e acesso à universidades e aos meios de comunicação, é necessária para que estes povos possam reivindicar seus direitos. Hoje, os indígenas estão organizados politicamente em frentes de resistência às invasões de suas terras.