Resumo da Cultura Afro-brasileira


Nos dias de hoje, o território brasileiro concentra a maior população africana fora da própria África. E é exatamente por conta desse motivo que a cultura oriunda desses povos exerce uma grande influência em nosso país, com destaque principalmente para o Nordeste do estado.

Porém, foi só junto com o início do século XX que grande parte das manifestações, costumes, ritos e outros começaram a fazer parte também da cultura brasileira, sendo considerados expressões não essencialmente africanas, porém, artes genuinamente afro-brasileiras.

Sendo assim, hoje a cultura negra é também fundamental para formar a identidade de nossa nação, motivo pelo qual a cultura afro-brasileira se estabelece em todo nosso território. Vale destacar que ela é também o resultado das crenças dos indígenas e dos portugueses, que por muitos anos, nos influenciaram com suas músicas, culinária e religiões.

Cultura Afro-brasileira

Algumas partes do Brasil foram as que mais receberam escravos, principalmente durante a época do Brasil Colônia e especificamente, dos quilombos dos palmares. Sendo assim, estados como Alagoas, Bahia, São Paulo, Espírito Santo, Rio de Janeiro, Pernambuco, Minas Gerais e Rio Grande do Sul, que concentraram no passado muitos escravos imigrantes da África (principalmente da Região Sul0) são os que hoje mantém maior influência desse público.

No começo do século XIX, os costumes, as manifestações culturais e rituais realizados pelos africanos eram totalmente proibidos no Brasil, isso porque eles também não faziam parte da cúpula europeia de cultura, não representando então ‘prosperidade’. Os rituais africanos, nessa época e em quase todo o mundo, eram consideradas expressões culturais ultrapassadas e que deveriam deixar de existir.

Porém, foi no começo do século XX que essas manifestações passaram a ser aceitas em todas as suas dimensões no território brasileiro, e melhor: eram também comemoradas como verdadeiras expressões de arte genuinamente nacionais. Dessa forma, devemos também considerar que nos dias de hoje a cultura afro-brasileira influencia não só nas artes como também no nosso próprio dia a dia.

No ano de 2003 mais uma iniciativa bem bacana foi tomada: a legislação abriu também as suas portas para a cultura afro-brasileira. A lei de número 10.639 foi criada com o intuito de exigir das escolas de ensino tanto fundamental quanto médio a implantação na grade de ensino sobre a história e a cultura dos afro-brasileiros.

E com um toque de influência na capoeira, outro nas expressões musicais, na arte e em muitos outros aspectos de nossa cultura, confira neste artigo um pouco mais sobre cada expressão de cultura afro-brasileira em nosso país.

A música

Certamente uma das formas de se fazer música que surgiu desse tipo de cultura e é nos dias de hoje de grande aceitação por parte de todo o Brasil é o adorado Samba. O estilo musical é considerado um verdadeiro “cartão postal musical” e é o principal responsável por fazer a alegria em festas de carnaval e outras.

Mas é claro que muitos foram os outros tipos de expressão que surgiram dos africanos no que diz respeito às danças e músicas de forma geral. Além do samba, a cultura afro-brasileira também ganha destaque no Maracatu, Moçambique e Cavalhada, por exemplo.

Esportes

Certamente o esporte que nasceu da influência afro-brasileira que mais expressa esse tipo de cultura é a capoeira.

A capoeira surgiu como um esporte de defesa, sendo ensinada para os escravos que eram capturados em território brasileiro.

Porém, com o passar dos anos os movimentos, que antes eram de luta, se tornaram parte dos ritmos musicais africanos, resultando em uma dança.

Religião

A religião também ganhou novas vertentes e crenças graças atuação da cultura afro-brasileira em nosso território. A África certamente é o continente que conta com a maior variedade de religiões em todo o mundo, principalmente por conta de suas tribos mais afastadas.

Quando os primeiros negros chegaram ao Brasil, eles foram obrigados a seguir as crenças do catolicismo. Mas não tardou para que fosse descoberto que seus rituais africanos continuavam sendo realizados, em quilombos e em florestas.

Uma das mais famosas religiões trazidas por meio dessa influência certamente é o Candomblé, que também é a mais tradicional. Ela surgiu na região Nordeste do país – especificamente na Bahia – onde se dissemina com maior força. A religião é também um grande símbolo das tradições afro-brasileiras realizadas no Brasil.

Outra religião também famosa que surgiu das influências afro-brasileiras foi a Umbanda, criada no Rio de Janeiro.

Culinária

Pois é: tem muitas coisas em nossa mesa que nós nem imaginamos que faça parte da cultura afro-brasileira. Um exemplo disso são a baba de moça, a famosa bala de coco dos casamentos, a cocada, o vatapá, caruru, acarajé e assim por diante.

Mas certamente a mais adorada receita de origem afro-brasileira é a famosa feijoada, que surgiu em meio as senzalas e era na verdade feita com as sobras da carne que não eram comidas pelos engenhos, e por isso, sobravam aos escravos.