Resumo da Independência do Brasil


Independência do Brasil

A independência do Brasil foi o acontecimento que fez com que o país se tornasse livre, rompendo assim seus laços de colônia de Portugal. Isto aconteceu no dia 7 de setembro de 1822, quando Dom Pedro I proferiu, às margens do riacho do Ipiranga, a famosa frase “independência ou morte”.

Causas da independência do Brasil

Uma das causas que levaram à independência do Brasil foi o grande desejo de uma importante parcela dos políticos da elite brasileira em obter maior autonomia política, de forma que o apoio de Dom Pedro fosse buscado até mesmo com uma pressão sobre o representante da família real.

Além disso, o desgaste do controle econômico realizado pela coroa portuguesa no Brasil fez com que esta relação sofresse ainda mais, levando a muitas restrições e valores muito altos de impostos cobrados.

Aliado a isso, o Dia do Fico, ocorrido em 9 de janeiro de 1922, quando Dom Pedro se recusou a atender às ordens da família real e retornar para Portugal, permanecendo no Brasil, fez com que as relações ficassem ainda mais estremecidas, gerando uma série de conflitos que culminaram com a declaração da independência.

A proclamação da independência do Brasil

No dia 7 de setembro de 1822, durante a realização de uma viagem entre Santos e São Paulo, Dom Pedro encontrou-se com Paulo Bregaro, que lhe entregou uma carta assinada por Dona Leopoldina e José Bonifácio, na qual havia a exigência de seu retorno à Portugal e a imediata anulação da constituinte em vigência no Brasil.

Descontente com as exigências feitas pela coroa portuguesa, Dom Pedro proferiu então a famosa frase que resultou na independência brasileira. Esta ação, no entanto, gerou alguns conflitos pelo país por parte de pessoas contrárias a esta independência, rapidamente controlados pelas tropas imperiais.

Com isso, Portugal aceitou a independência brasileira, mediante o pagamento de uma indenização nos valores aproximados de 2 milhões de libras esterlinas. Assim, em dezembro de 1822, Dom Pedro foi, então, coroado como Dom Pedro I, imperador do Brasil.