Resumo da Independência dos Estados Unidos


Independência dos Estados Unidos

A independência dos Estados Unidos é um capítulo importante da história do mundo, pois foi a primeira grande derrota de uma potência colonizadora, no caso, a Inglaterra.

Porém, para entender o que foi a independência dos Estados Unidos é preciso saber como foi feita sua colonização, com diferenças entre a região norte e sul do país.

A colonização dos Estados Unidos e a Guerra dos Sete Anos

O norte dos Estados Unidos foi colonizado essencialmente por refugiados europeus, os quais visavam escapar de perseguições religiosas, em maioria. Assim, esta região se baseou em pequenas propriedades, que produziam apenas para seu próprio consumo interno.

Já no sul, a colonização aconteceu visando a produção agrícola voltada para o mercado externo, especialmente a Inglaterra, tendo grande utilização da mão de obra escrava para esta produção.

Esta diferença faz com que sejam sentidos seus resquícios até hoje na sociedade norte-americana, com uma grande rivalidade e preconceitos entre norte e sul dos Estados Unidos.

Esta colonização teve impacto direto na Guerra dos Sete Anos, ocorrida entre 1756 e 1763, quando França e Inglaterra disputaram o domínio das terras norte-americanas. Com o apoio dos colonos, os ingleses obtiveram a vitória, mas os resultados não foram os esperados por estes colonos.

Após a vitória nesta guerra, os ingleses passaram a impor medidas que geraram revoltas, como o aumento de impostos e o monopólio do comércio por meio de companhias inglesas, como a companhia do chá, por exemplo.

A declaração da independência

Com a insatisfação por parte dos norte-americanos e sua insatisfação com a metrópole, deu-se origem ao primeiro Congresso da Filadélfia, em 1774, no qual os Estados Unidos apresentaram uma série de pedidos à Inglaterra, sendo todos recusados.

Apenas em 4 de julho de 1776, no Segundo Congresso da Filadélfia, é redigida a Declaração de Independência dos Estados Unidos, assinada pelos líderes Thomas Jefferson, Richard Lee, Samuel Adams e Benjamin Franklin.

Esta declaração é novamente rejeitada pela Inglaterra, iniciando a Guerra da Independência, vencida pelos Estados Unidos em 1783, com o apoio de países como a França e a Espanha.