Resumo do Feudalismo – Crise


Feudalismo - Crise

O domínio do feudalismo começou a sofrer com as mudanças que atingiram a Europa a partir do século X, fazendo com que se originasse assim a crise do feudalismo, de forma que se conheça este período como Baixa Idade Média.

Isto foi originado, especialmente, pelo aumento da população que avançou na Europa neste século, fazendo com que a sociedade feudal sofresse mudanças que impactassem diretamente em sua estrutura, nos aspectos sociais, políticos, econômicos e religiosos.

Confira a seguir as principais mudanças que geraram a crise do feudalismo:

Mudanças políticas

No feudalismo, o poder era completamente descentralizado e concentrado nos senhores feudais, que faziam com que seus interesses afetassem preços, leis e outras coisas.

Com a crise no feudalismo, o poder passa a ser centralizado, passando a existir assim um governo que rege as leis e os direitos, de forma que surjam os estados nacionais.

Mudanças sociais

A sociedade europeia passou por mudanças muito significativas no século X, fazendo assim com que se aumentasse a crise do feudalismo, pois passou a surgir uma nova classe social, a burguesia, interferindo assim no esquema social do feudalismo.

Muito desta mudança se deve ao avanço sem precedentes da peste negra pela Europa, o que fez com que a sociedade se alterasse devido ao grande número de mortos.

Mudanças econômicas

As mudanças econômicas também foram significativas para o declínio do feudalismo. Isto porque, com o aumento da população no século X, a agricultura passou a ser insuficiente para o sustento da população, dando origem assim à economia comercial ou de mercado.

Mudanças ideológicas

A ideologia também sofreu mudanças muito radicais que contribuíram para a crise do feudalismo, pois a igreja católica, antes soberana e poderosa, passou a ser questionada, de forma que novos valores e pensamentos fossem se originando pela sociedade, originando assim períodos como o renascimento.