Resumo do Feudalismo


Feudalismo

O feudalismo foi predominantemente presente na Europa Ocidental durante toda a idade média, sendo uma forma de organização política, social e econômica.

A origem do feudalismo acontece no século V, quando o império romano passou a sofrer de forma mais intensa com os constantes ataques e invasões realizadas pelos povos nórdicos.

Características do feudalismo

O feudalismo é um sistema bastante característico, especialmente por sua composição, que é feita com base em três camadas sociais, as quais compunham assim o que era chamado de sociedade estamental.

Estas camadas da sociedade feudal eram representadas pela nobreza, o clero e os servos, de maneira que se compunha assim uma espécie de pirâmide social na qual a nobreza se mantinha acima dos demais.

Outra característica do feudalismo é a impossibilidade de mobilidade social, de maneira que era uma tarefa praticamente impossível conseguir migrar para outra camada social.

Além disso, a economia no feudalismo também é bastante característica, pois se baseava na produção de maneira autossuficiente, uma vez que era destinada apenas ao consumo local, não havendo trocas, de maneira geral.

As camadas sociais no feudalismo

Como citado anteriormente, havia três camadas sociais no feudalismo, a nobreza, o clero e os servos. Confira a seguir suas principais características:

- Nobreza

A nobreza era representada pelos reis, os quais possuíam uma grande quantidade de terras, podendo assim conceder privilégios, declarar guerra ou realizar acordos de paz.

- Clero

Durante o período feudal, a igreja conquistou uma importância muito grande, pois era detentora de muitas extensões de terras, assim ganhando poder nesta sociedade.

- Servos

Os servos eram a camada mais baixa da sociedade, representada pelos trabalhadores que ficavam, invariavelmente, presos a terras e com diversas obrigações para com as camadas superiores da sociedade, como a prestação de serviços e pagamento de impostos a seus senhores feudais e à nobreza.