Barroco e Arcadismo – Características do Barroco e do Arcadismo ou Neoclassicismo


Barroco do século XVII
Este poema foi escrito no final do século XVII pelo poeta baiano Gregório de Matos e Guerra. O título -“Moraliza o Poeta nos Ocidentes do Sol a Inconstância dos Bens do Mundo” – é longo e, genericamente, mostra a forma e a temática do estilo barroco.
Nasce o Sol, e não dura mais que um dia, Depois da Luz se segue a noite escura, Em tristes sombras morre a formosura, Em contínuas tristezas a alegria.
Porém, se acaba o Sol, por que nascia? Se é tão formosa a Luz, por que não dura? Como a beleza assim se transfigura? Como o gosto da pena assim se fia?
Mas no Sol, e na Luz falte a firmeza, Na formosura não se dê constância, E na alegria sinta-se tristeza.
Começa o mundo enfim pela ignorância, E tem qualquer dos bens por natureza A firmeza somente na inconstância.

Barroco e Arcadismo

Características do Barroco
•    Foi resultado da prática religiosa dos jesuítas que,no Brasil, predominou na Bahia.
Oposição, dualismo, polarização, dúvida, dilema: céu x terra, Deus x homem, espírito x razão, fé x corpo, luz x trevas, claro x escuro, eternidade x efemeridade, plenitude em Deus x desejos humanos.
•         Conflito, deformidade: o homem apresenta-se confuso, desequilibrado e reflete sobre a instabilidade das coisas terrenas.
•         Antítese:
A aurora ontem me deu berço, a noite
[ataúde me deu.
se ria dos ordinários desconcertos do mundo, e o que é ordinário e se vê sempre não pode causar nem admiração nem novidade, segue-se que nunca ria, rindo sempre, pois não havia matéria que motivasse o riso.
• Os temas do Barroco são predominantemente religiosos: a transitoriedade das coisas terrenas, a consciência do pecado e o desejo de perdão.
Autores e obras

Arcadismo ou Neoclassicismo do século XVIII
O soneto a seguir foi escrito no século XVIII pelo juiz mineiro Cláudio Manuel da Costa e exemplifica o que os árcades pensavam e escreviam.

Bento Teixeira  (1561-16O1)
•    Prosopopéia – é considerada a primeira obra barroca no Brasil. Trata-se de uma epopeia que canta os feitos heróicos de Jorge Albuquerque Coelho,donatário da capitania de Pernambuco, e de seu irmão, Duarte.
Manuel Botelho de Oliveira (1636-1711)
•    Música de Parnaso — poemas. O primeiro livro de um brasileiro (Botelho era baiano) publicado na Europa.
Gregório de Matos e Guerra (1636-1696}
Compôs poemas satíricos, religiosos e líricos. Educado e formado em Portugal, Gregório foi o primeiro poeta satírico do Brasil, por isso foi apelidado de Boca do Inferno. Sua poética, de bons poemas religiosos e líricos, privilegiou a sátira à venalidade, à hipocrisia, à corrupção, à incompetência e à ausência de valores da sociedade baiana do século XVII.
Padre Antônio Vieira (16O8-1697)
Jesuíta luso-brasileiro, é considerado o melhor orador da língua portuguesa até hoje. Escreveu centenas de sermões proferidos em igrejas da Europa e do Brasil.
•         Sermões da Sexagésima
•         Sermões de Santo António ou dos Peixes
•         Sermões pelo Bom Sucesso das Armas de Portugal contra as de Holanda

Nesse poema, o eu-lírico – um pastor – defende a vida no campo ao atribuir a ele inocência, espontaneidade, amor, sinceridade e felicidade. Já à cidade (cortesão), imputa dissimulação, falsidade, violência e infelicidade. Para o poeta árcade, a vida no campo é a ideal: só ela pode dar felicidade ao homem.
A maioria dos poetas árcades brasileiros eram formados em Coimbra, Portugal, e eram advogados. O grupo mineiro de poetas de Vila Rica (hoje, Ouro Preto), capital da capitania das Minas Gerais, era constituído de empresários, juizes e padres que participaram da Inconfidência Mineira (1789).
Características do Arcadismo
•         Resultado do racionalismo advindo do Iluminismo europeu.
•         Imitação dos modelos clássicos greco-romanos e renascentistas. No Brasil, Virgílio e Horácio (romanos) e Luís de Camões (português do século XVI) foram os mais imitados. Daí o nome Neoclassicismo.
Emprego da mitologia greco-romana.
•         Áurea mediocritas – discurso poético menos complicado que o do barroco, isto é, mais simples e racional.
•         Fugere urbe – fugir da cidade e buscar o campo como ideal de vida.
•         Pastoralismo, vida campestre, bucolismo – campo, árvores, montanhas, planícies, ovelhas, vacas, cães, rios, pastor, pastora, cajado. Essa vida campestre era, quase sempre, idealizada como verde, pacífica, bela.
•         Carpe diem – máxima epicurista: a vida tem de ser aproveitada no presente, característica comum ao Barroco de Gregório de Matos. Essa frase é originária das odes do poeta latino Horácio e significa usufruir as coisas concretas:
Enquanto falamos, foge o tempo inimigo aproveita o dia sem acreditar o mínimo no
[amanhã.
Autores e obras

árcade de Dirceu e a amada, de Marília.
•    Cartas Chilenas – poemas satíricos contra as ações do governador de Minas Gerais CunhaMeneses. Critilo escreve cartas ao chileno Doro-teu sobre os desmandos de tal governador.
Frei de Santa Rita Durão (1722-1784)
Nascido em Minas Gerais, viveu longos anos em Coimbra e, depois, em Roma, onde, cego, ditou os seus melhores versos a um frade copista.
•    Caramuru – obra épica em versos sobre a colonização e a evangelização da Bahia. Os heróis são o náufrago cristão português Diogo Alvares Corrêa e as índias Moema e Paraguaçu.
Basílio da Gama  (1741-1795)
Mineiro de Tiradentes, estudou no seminário de jesuítas no Rio de Janeiro, migrou para Roma, onde teve contato com poetas árcades. Tentou radicar-se em Lisboa e, de lá, foi exilado em Angola por jesuitismo. Acabou caindo nas graças do Marquês de Pombal, que o acolheu na corte portuguesa. Lá, escreveu seu melhor livro:
•    Uraguai — epopeia em versos sobre a Guerra das Missões no Rio Grande do Sul. Os heróis dessa narrativa são o general português Gomes Freire,os índios Cacambo e Sepé e a índia Lindóia.
ATIVIDADES
Cláudio Manuel da Costa (1729-1789)
Mineiro de Mariana, formou-se em Coimbra e foi juiz e inconfidente em Vila Rica. Na sua poética árcade, imitava, em bonitos sonetos, o renascentista português Camões.
Obras Poéticas – coletânea de poemas.
•    Vila Rica – epopeia sobre a fundação da capital da capitania de Minas Gerais (hoje, Ouro Preto)pelos garimpeiros.
Tomás António Gonzaga (1744-1810)
Filho de brasileiros nascido em Portugal, estudou com jesuítas em Salvador e tornou-se doutor em Direito em Coimbra. Juiz em Vila Rica, foi o líder dos inconfidentes. Aos 37 anos, apaixonou-se pela adolescente Maria Joaquina Dorotéia Brandão, a quem mandava cartas de amor que foram reunidas no livro mais popular do Arcadismo brasileiro: Marília de Dirceu,
•    Marília de Dirceu – essas cartas em versos seres umem em declaração de amor, elogio à beleza da mulher amada e um convite a ela para que,juntos, vivam no campo. O poeta tem o nome
Mui grande é vosso amor e o meu delito Porém pode ter fim todo o pecar, E não o vosso amor, que é infinito.
Esta razão me obriga a confiar,
Que por mais que pequei, neste conflito,
Espero em vosso amor de me salvar.
Gregório de Matos e Guerra
Assinale a afirmação incorreta.
a.    No primeiro terceto há um predomínio claro daantítese.
b.   O eu-lírico afirma que a intensidade do pecado dele é proporcional ao amor de Deus.
c.    O eu-lírico diz que o pecar pode ter fim, mas oamor de Deus, não.
d.   O posicionamento do eu-lírico diante de Deus é estratégico  na  medida  em  que  ele  usa  de autocomiseração para ser perdoado por Deus.
e.    O eu-lírico, no segundo terceto, promete a Deus não mais pecar para ser digno do amor dEle.
06.  (UFPA) São características tipicamente do Arcadismo
a.    religiosidade, sensualismo, pessimismo.
b.   verbalismo, contraste, conceptismo.
c.    retórica, fuga para a natureza, subjetividade.
d.   bucolismo, mitologia, simplicidade.
e.    descritivismo, gosto pelo escuro, idealização damulher.