Biografia de Vinícius de Moraes: Vida e Obra


Biografia de Vinícius de Moraes

Vinicius de Moraes é um dos mais importantes poetas e compositores brasileiros de todos os tempos. De sua parceria com o maestro Antônio Carlos Jobim nasceram clássicos da música nacional como Garota de Ipanema, Chega de Saudade e Eu Sei que Vou te Amar. Para além de seu papel como precursor da bossa nova, são famosos os seus poemas como “Soneto da Felicidade”. Confira a seguir a biografia de Vinicius de Moraes.

Vida e obra

Marcus Vinicius da Cruz de Melo Moraes nasceu no Rio de Janeiro em 19 de Outubro de 1913. Era filho de um funcionário público, violonista amador, e de uma pianista – igualmente amadora. O interesse de Vinicius de Moraes pela poesia manifestou-se desde cedo. Já a sua iniciação musical acontece quando entra no coral da igreja.

Em 1929 inicia a Faculdade de Direito, onde se formaria 4 anos mais tarde. É neste mesmo período, 1933, que publica a sua primeira obra reunindo poesias: O Caminho Para a Distância. O livro seria premiado dois anos mais tarde. Vale lembrar ainda que, embora formado em direito, nunca exerceu a advocacia.

Trabalhava a princípio como representante do Ministério da Educação na censura de filmes. Em 1938 recebe uma bolsa de estudos e vai para a Universidade de Oxford estudar literatura inglesa. Durante este período trabalha na BBC e ao retornar ao Brasil em 1940 inicia a carreira jornalística. À época possuía uma coluna onde escrevia críticas cinematográficas.

Diplomacia, literatura e música

É igualmente importante na biografia de Vinicius de Moraes a sua carreira diplomática, que durou de 1943 até 1968. Já a sua verve artística manifestou-se no teatro, na música, e claro, na poesia. No primeiro caso, sua peça “Orfeu da Conceição” chegou a ser adaptada pelo cineasta francês Marcel Camus. O filme resultante, Orfeu Negro, levou o Oscar de melhor filme estrangeiro – ainda que seja importante esclarecer que a produção não era nacional.

Na música popular brasileira suas parcerias incluíram grandes nomes. Foram compositores do calibre de Tom Jobim, Chico Buarque, Baden Powell, Edu Lobo, Toquinho, João Gilberto e muitos outros. Tanto quanto as parcerias musicais são marcantes na biografia de Vinicius de Moraes seus muitos casamentos. Fato que lhe acentuou a fama de boêmio mulherengo. O poeta viria a falecer no Rio de Janeiro em 09 de julho de 1980.