O que é Literatura? Textos e Escolas Literárias


A palavra “literatura” é mencionada com frequência e é originária da palavra “letra”, que em latim, se escreve littera. É tão antiga quanto a própria escrita, embora aquilo que se entenda por literatura possa mudar com o decorrer dos anos. Mas em essência, o que é literatura? É uma manifestação artística, como a pintura, a música, a fotografia ou o cinema, própria de uma cultura, uma sociedade ou um período histórico.

o-que-e-literatura-textos-e-escolas-literarias

Isso significa que não se pode responder “o que é literatura” de uma forma universal, já que dentro de cada contexto cultural ela assume características diferenciadas. Em geral, a literatura é uma arte que ganha vida por meio dos textos literários, que podem ser dos mais distintos gêneros: poemas, narrativas, contos, crônicas, romances e inúmeros outros. O conjunto desses textos é que forma a literatura de um país, uma comunidade ou uma época.

A resposta para o nosso questionamento inicial “o que é literatura” realmente é muito ampla nos dias de hoje, mas nem sempre foi assim. Houve um tempo em que se considerava literatura os conhecimentos dos homens mais letrados de uma sociedade colocados no papel. Hoje, se alguém fizer um singelo poema, mesmo sem nunca ter ido à escola, dará a sua contribuição para a literatura, ela se tornou muito mais democrática e isso é ótimo!

Textos literários

Sabendo o que é literatura e levando em conta que ela é formada textos literários, além de saber que eles podem ser de vários gêneros, também é interessante citar algumas características comuns a eles:

• Ficção: um texto literário não tem compromisso algum com a realidade, embora possa trazer alguns elementos dela;

• Subjetividade: o narrador imprime a sua visão de mundo no texto literário, por isso, ele é parcial, diferente dos textos informativos, por exemplo;

• Significados múltiplos: dentro desse tipo de texto, as palavras nem sempre terão um único significado, inclusive, é normal aparecerem em um sentido conotativo. Essa característica pode ser percebida com mais facilidade nos poemas.

• Natureza estética.

Escolas Literárias

Para que o estudo acerca da literatura se tornasse mais fácil e didático, depois de responder o que é literatura, ela foi dividida em escolas literárias. Cada escola é uma espécie de corrente literária que existiu em uma época e dentro dela é possível identificar características semelhantes entre as obras. É uma classificação que leva em conta o tempo, por isso, se aplica à literatura ocidental de modo geral, embora possa ter algumas peculiaridades quando se estuda sua ocorrência em um país específico. As escolas literárias são:

Trovadorismo: foi a escola predominante durante o feudalismo, marcada por poesias cantadas, chamadas de cantigas, pelos nobres trovadores na Idade Média. Essas cantigas normalmente satirizavam alguém ou exaltavam a mulher amada.

Classicismo: também chamado de Quinhentismo, teve início junto com a Renascença, no século XV. A principal característica é o foco na razão e a perfeição formal nas obras, por meio de rimas e métrica, por exemplo.

• Barroco: surge na época em que a humanidade está muito dividida entre a crença na razão e nos preceitos religiosos, por isso, as obras são marcadas pela dualidade entre céu e inferno ou vida e morte, refletindo justamente o período vivido.

• Arcadismo: aqui a literatura tenta retomar o classicismo e começam a aparecer cenários bucólicos e tranquilos, exaltando a natureza e a mitologia pagã. Os versos costumam ser curtos e simples, a clareza é importante.

• Romantismo: o que importa são sentimentos pessoais, a alma do artista se revela. A mulher normalmente é retratada como uma criatura perfeita, os valores burgueses são exaltados, assim como o nacionalismo.

• Realismo/Naturalismo: o pessoal é substituído pelo universal e o materialismo toma o lugar do sentimentalismo vigente até então. A racionalidade é tamanha, que correntes científicas da época aparecem nas obras literárias.

• Simbolismo: o misticismo toma conta da literatura e os textos são herméticos, a clareza e a simplicidade são distantes. O subjetivismo volta a imperar, a musicalidade é importante e frequentemente aparecem referências à cor branca.

• Modernismo: marcado pelo rompimento com o passado, liberdade de expressão, oralidade, temas cotidianos, versos livres e, muitas vezes, nem mesmo os sinais de pontuação são utilizados!

Depois do Modernismo veio a Contemporaneidade, mas é o período que está sendo vivido nesse momento, por isso, não há a distância necessária para determinar as principais características. Não basta saber o que é literatura, é preciso ter, pelo menos, uma ideia de como ela se desenvolveu junto com a história da humanidade!

Falar sobre o que é literatura no Brasil tem suas particularidades, uma delas é o Pré-modernismo, um período de transição entre o Simbolismo e o Modernismo, onde os textos literários misturavam características das escolas passadas e do próprio Modernismo, que ainda não tinha iniciado de fato. É uma fase de sincretismo exclusivamente brasileira, que não pode ser considerada como uma verdadeira escola literária.