Romance Romântico – Romancistas: Joaquim Manuel de Macedo, Manuel Antônio de Almeida e Visconde de Taunay


Romance Romântico

Os romances, livros contados em prosa sobre histórias de amor, tem sua origem nos folhetins franceses do século XVII, e são parte muito importante da literatura mundial.

Da mesma forma, a literatura brasileira possui alguns dos maiores romancistas românticos da história, como Joaquim Manuel de Macedo, Manuel Antônio de Almeida e Visconde de Taunay.

Joaquim Manuel de Macedo

O romancista Joaquim Manuel de Macedo é um dos nomes mais importantes da literatura brasileira, pois foi um dos fundadores da revista Guanabara, a qual possui a intenção de proporcionar a criação de uma literatura brasileira de forma genuína.

Foi também Joaquim Manuel de Macedo quem escreveu o romance “A Moreninha”, um dos títulos mais populares neste segmento e também referencial para toda a história posterior do romance brasileiro e sua literatura de forma geral.

Manuel Antônio de Almeida

O romancista Manuel Antônio de Almeida possui uma importância muito grande para o gênero do romance na literatura brasileira. Foi em sua principal obra, “Memórias de um sargento de milícias”, que surgiu o romance realista, fugindo do tradicional sentimento romântico comum nas obras românticas até então, mostrando assim uma nova possibilidade dentro do romance romântico.

Outro fator que coloca Manuel Antônio de Almeida entre os nomes de maior importância dentro da literatura brasileira é o fato de ter sido incentivador do, então, jovem escritor Machado de Assis.

Visconde de Taunay

O escritor Alfredo d’Escragnolle, muito mais conhecido como Visconde de Taunay, é outro dos maiores nomes do romance romântico na literatura brasileira. Em sua obra, demonstrou sua capacidade de escrever romances regionalistas, sendo considerado o principal nome neste gênero.

No romance “Inocência”, o Visconde de Taunay deu origem ao romance que é considerado por muitos como a obra mais regionalista dentre os romances, com uma descrição absolutamente descritiva e sem exageros do sertão sul mato-grossense.