Emprego dos Pronomes Pessoais e Referentes Textuais


Emprego dos Pronomes Pessoais

O pronome é uma palavra cuja função é acompanhar ou substituir um substantivo. O pronome relaciona o objeto às pessoas envolvidas na ação ou no discurso, situando-o no espaço e no tempo.

Os pronomes podem ser substantivos, quando ocupam o lugar de um substantivo.

“Ela esteve aqui na semana passada”. – “Ela” é o pronome substantivo.

Os pronomes podem, também, ser adjetivos, quando acompanham os substantivos. Embora não cumpram, como possa sugerir, a função de adjetivos, condicionam o objeto dentro do contexto discursivo.

“Peguei minha bolsa e saí”. – O pronome possessivo “minha” acompanha o substantivo bolsa, estabelecendo uma relação com a pessoa do discurso.

Os pronomes divididos em: pessoais, possessivos, demonstrativos, relativos, indefinidos e interrogativos.

Pronomes pessoais

Os pronomes pessoais são aqueles que têm por papel indicar as pessoas envolvidas na ação e no discurso. Podem ser retos, oblíquos ou de tratamento.

Pronomes pessoais retos

Os pronomes pessoais retos são aqueles que normalmente se referem ao sujeito: eu, tu, ele, nós, vós e eles.

Servem, portanto, para designar as pessoas com relação à pessoa do discurso.

Pronomes pessoais oblíquos

Se os pronomes pessoais se referem à pessoa do discurso, os oblíquos se relacionam com o objeto direto ou indireto. Podem ser átonos ou tônicos.

Os pronomes oblíquos átonos são: me, te, a, o, se, lhe, nos, vos, as, os, lhes.

Os pronomes oblíquos tônicos são: mim, ti, si, ele, ela, nós, vós, elas, eles.

Os pronomes são oblíquos quando usados com preposições.

“Encontra a ti mesmo”.

“Tudo que fiz foi por ela”.

Pronomes de tratamento

São aqueles pronomes utilizados para identificar formas de tratamento distintas. A indicação pode ser de informalidade, formalidade, cortesia ou reverência.

São pronomes de tratamento: você, senhor, senhora, Vossa Excelência, Vossa Eminência, etc.

Referentes textuais

Os referentes textuais são recursos linguísticos utilizados para dar conectividade e coesão entre as palavras, garantindo a expressão precisa de uma ideia.

Além de ligar os elementos de uma frase, dando-lhes coordenação e sentido, os referentes textuais ligam os elementos de um texto.

Os pronomes possuem a característica de funcionar como referentes textuais, conferindo ordem e coordenação à expressão do autor.

“Livro é bom para quem quer aprender sobre filosofia”.

Repare que a frase acima é generalista. Pode-se estar referindo a qualquer livro.

“Meu livro é bom para quem quer aprender sobre filosofia”.

“Aquele livro é bom para quem quer aprender sobre filosofia”.

“Seu livro é bom para quem quer aprender sobre filosofia”.

Repare que a inclusão dos pronomes acompanhando a palavra “livro” confere um novo sentido à frase, criando uma relação de propriedade ou autoria do objeto com alguém.