Fluir ou fruir?


Existem algumas palavras na língua portuguesa que realmente nos confundem – seja pela pronúncia ou escrita similar ou até mesmo no seu encaixe em outras frases ou orações. Neste sentido, existem duas palavras do idioma, muito similares, que muitas vezes fazem o nosso cérebro entrar em conflito. Essas palavras são: fluir ou fruir? Por possuírem significados também parecidos, a confusão pode acabar se tornando ainda maior. E para evitar que ela aconteça, confira neste artigo a diferença entre ambas e quando “fluir ou fruir” se torna a melhor opção.

Fluir ou fruir?

– O fluir ou fruir das águas do mar?
– O fluir ou fruir do trânsito de hoje?

Para tirar essas dúvidas, fique com a gente neste artigo.

Fluir ou fruir? Qual é o uso mais adequado?

A palavra “FRUIR” tem como principal referência o ato de usufruir ou desfrutar de determinada coisa, ou seja, aproveitar o que aquilo tem para oferecer, seus benefícios, atrativos, vantagens ou outros.

Alguns sinônimos de fruir, neste caso, são: ter prazer com ou de/desfrutar/aproveitar/usufruir. O ato de gozar ou aproveitar de algo é o que permite o uso da palavra.

Por outro lado, a palavra “fluir” significa outra coisa. Ela é utilizada para referenciar o ato de correr, de passar, rolar ou decorrer – principalmente quando tem alguma relação com componentes líquidos ou com o próprio tempo.

Além disso, outros sinônimos para a palavra fluir são: manar, passar o tempo, escorrer ou correr (no caso de substâncias líquidas).

Vamos conferir alguns exemplos de uso destas palavras?

  • Hoje eu e meus amigos vamos fruir de um renomado vinho francês.

Aqui, a palavra fruir tem o significado de desfrutar, ou seja, de aproveitar o aroma/sabor único daquele vinho.

  • O trânsito durante o dia é tão agravante que eu nem consigo imaginar ele fluindo na madrugada.

Neste caso, a palavra fluir (ou melhor, fluindo) é utilizada como um sinônimo de correr.

Fluir ou fruir? Mais informações

O verbo fruir, como vimos, é utilizado para aproveitar prazeres, benefícios e demais vantagens – independentemente da relação ou sentido.

Sendo assim, ele é utilizado quando a pessoa está satisfeita em curtir, em usufruir, em aproveitar, em desfrutar, em possuir, em vivenciar, em ter, em dispor de algo – acompanhado ou sozinho.

A palavra fruir, inclusive, tem a sua origem marcada no idioma latim: “fruere”. A conjugação do verbo é realizada da seguinte forma: eu fruí, tu fruíste, ela fruiu, nós fruímos, vós fruístes, eles fruíram.

Vamos considerar ainda alguns exemplos:

  • Não vejo a hora de chegar em casa para me fruir de um bom filme;
  • Hoje eu vou fruir de um bom vinho depois de uma semana cansativa e cheia;
  • Meus pais estão fruindo da herança que receberam de meus avós;
  • Hoje vou fruir de uma boa noite em companhia de meus amigos e familiares;
  • Antes de viajar, vou fruir de uma despedida com meus amigos mais próximos;
  • Ontem eu fruí de uma comida japonesa maravilhosa;
  • Meu pai soube fruir de seus bens da melhor maneira;
  • Eu fruí minhas férias com tudo o que tive direito.

Deu para entender, não é mesmo? Em todos os casos poderíamos substituir o verbo ‘fruir’ por outros como: desfrutar, gozar, usufruir, aproveitar.

Já a palavra ‘fluir’ é utilizada principalmente no sentido de algo que decorre de tempo, que tem origem em, que fica com menos intensidade ou que corre – no caso de estado líquido.

Sendo assim, a palavra pode ser substituída pelos seguintes verbos: correr, decorrer, passar, dissipar-se, rolar, nascer ou até mesmo originar-se.

A palavra também é originária do latim ‘fluere’. Sua conjugação, por sua vez, é realizada da seguinte forma: eu fluí, tu fluíste, nós fluímos, ele fluiu, eles fluíram, vós fluístes.

Para compreender melhor como a palavra fluir pode ser utilizada no cotidiano (sem qualquer confusão com a palavra fruir), vamos conferir em seguida alguns exemplos:

  • Gosto quando estou sozinha e escruto o barulho da água fluindo;
  • A melhor coisa de estar na praia é ver a água constantemente fluindo;
  • É engraçado como o tempo flui: os segundos, os minutos, as horas, os dias e assim por diante;
  • As palavras escritas fluíam de modo natural, nem parecia que era eu quem estava escrevendo;
  • O último ano passou fluindo;
  • Eu vou chegar atrasada ao meu destino porque o trânsito não flui: está totalmente parado;
  • Quanto mais o tempo flui, mais maturidade vem com ele;
  • Quando nós entendemos o conteúdo da prova podemos realizá-la de modo muito mais fluído.


Por fim, cabe destacar que as palavras fruir e fluir são parônimos na língua portuguesa – ou seja, termos que são pronunciados e escritos de modo muito similar, porém, contam com significados diferenciados.

Além das palavras fruir e fluir, outras que também são parônimas no idioma, e consequentemente, capazes de criar essa confusão são: discriminar e descriminar, emergir e imergir, ratificar e retificar, mandato e mandado e assim por diante.