Termos Integrantes da oração: Complementos Verbais e Nominais e Agente da Passiva


Termos Integrantes da oração

Complemento Verbal
São os termos da oração, que chamamos de objeto, os quais completam o sentido dos verbos transitivos. Os complementos verbais são o objeto direto e o objeto indireto.
Objeto Direto
É o complemento do verbo transitivo direto. Ele se caracteriza por não se acompanhado de preposição. sem preposição obrigatória. Normalmente é um substantivo, mas também pode vir na forma de pronome ou numeral.

Exemplo:
As crianças fizeram a lição.

Sujeito: As crianças
Verbo transitivo direto: fizeram
Objeto direto: a lição

O termo “a lição” completa o sentido do verbo fizeram. Perceba que sem esse complemento o verbo fica sem sentido, incompleto.

Objeto Indireto
É o termo da oração que completa o sentido do verbo transitivo indireto, vindo acompanhado de uma preposição. Assim como o objeto direto, pode ser um substantivo, pronome ou numeral

Exemplo:
Os jovens gostaram do filme.

Sujeito: Os jovens
Verbo transitivo indireto: gostaram
Objeto indireto: do filme

Perceba que o verbo gostar exige um complemento, necessariamente, com preposição – neste caso, DO filme.

Complemento Nominal
É o termo da oração que complementa o sentido de termos nominais, ou não verbais, como o sujeito, os objetos, adjunto adverbial, aposto ou vocativo. E sempre vem acompanhado de uma preposição.

Exemplos
Eu tinha vontade de viajar.

Note que a expressão “de viajar” completa o sentido do termo “vontade”, objeto direto dessa oração. Quem tem vontade, tem vontade DE algo, portanto, necessitada um complemento para esse termo.

Agente da Passiva
É um o complemento, com preposição, que representa quem pratica a ação quando a oração está na voz passiva.

Exemplo:
A janela foi atingida pelos raios.

Sujeito paciente: A janela
Agente da passiva: pelos raios

Isso porque a ação de atingir é executada pelos raios.

Outro exemplo:

A criança foi monitorada pelos pais.
Sujeito paciente: a criança
Agente da passiva: pelos pais